Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Karina Azevedo / Portal 730
marcelodias karinaazeve
Na tarde deste domingo (12) o Vila Nova perdeu para o Goianésia no Estádio Valdeir José de Oliveira por 5 a 1, um dos placares mais elásticos da história do colorado no Campeonato Goiano. Além da derrota histórica, o Vila voltou para Goiânia sem a liderança do Grupo A e no terceiro lugar da classificação geral da competição.

Marcelo Dias, auxiliar técnico de Mazola Jr, comandou o Vila pela segunda vez meste Goianão. O treinador colorado foi expulso contra o Atlético e pegou dois jogos de punição: a primeira, na vitória de 1 a 0 sobre o Anápolis e agora, contra o Goianésia. Segundo o auxiliar, os jogadores precisam sentir esta derrota e dar a resposta para a torcida na próxima rodada.

“Temos que nos lembrar desse resultado vexatório, mas que ele sirva de exemplo. Os jogadores têm que pensar mais no clube, na camisa que vestem, em suas famílias e, principalmente, jogar por esses torcedores. O melhor remédio é dar uma resposta no próximo jogo. O jogador tem que ter muito mais atitude para jogar no Vila Nova e quem não sentir esse golpe, está fora. Não pode ser diferente, tem que ter vergonha, juntar os cacos e dar uma resposta”.

E parece que os atletas colorados sentiram o resultado negativo. Após a partida não houve muita conversa no vestiário, o que para Marcelo é positivo, pois estavam todos de cabeça quente ainda. Mas o auxiliar espera um “puxão de orelha” do técnico Mazola Jr na reapresentação da equipe.“Temos que mudar de atitude, porque o Vila é um time de guerreiro. Esse clube tem tradição e hoje ela ficou de lado. Podemos até perder, mas a nossa entrega dentro de campo e o nosso desejo pela vitória têm que ser muito maiores”.

Apesar das falhas individuais, principalmente dos jogadores de defesa, Marcelo não acredita que um resultado tão elástico tenha apenas um culpado. “Não adianta tentar achar um culpado, todos nós perdemos. Foi uma derrota pesadíssima, que não esperávamos. Vamos todos assumir juntos, mas temos que mudar de atitude, porque o Vila Nova precisa muito mais do que foi hoje”.

Com uma derrota vexatória, é normal que o assunto “reforços” vire pauta dentro do clube. O auxiliar não descartou a possibilidade do Tigrão buscar contratações, no entanto garantiu que a diretoria não fará nada apressadamente. “Qualquer equipe do mundo precisa se reforçar, inclusive os grandes, e com a gente não é diferente. Penso que com mais qualidade, melhor, mas vamos tratar com calma agora para darmos a volta por cima no próximo jogo”, explica Marcelo.

carregando...

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757