Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Rubens Salomão/Portal 730
cdtcrubens
A reunião da Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC), realizada no fim da tarde desta terça (13) no plenário da Câmara Municipal de Goiânia, terminou sem que quase nada fosse deliberado. Nenhuma proposta de melhoria foi sequer votada pelo colegiado e a discussão ficou em torno da continuidade de estudos que já vinham sendo feitos. Ainda serão analisadas propostas como o fim da tarifa única e municipalização da gestão dos terminais.

As únicas deliberações ao fim da reunião foram o envio de ofício às empresas para que enviem os balancetes financeiros referentes ao período desde 2007, além da realização de auditoria nas contas, o que já feito pela CMTC.

O presidente da Câmara Deliberativa, Gustavo Mendanha (PMDB), explica porque não houve deliberação sobre a manutenção da tarifa em R$ 3,70.

No entanto, é certo entre os membros da CDTC que não haverá aumento no preço da passagem neste ano. O projeto do governo estadual de subsidiar as concessionárias arcando com as gratuidades do passe escolar ainda não foi aprovado na Assembleia Legislativa, como explica o secretário estadual de Infraestrutura e Assuntos Metropolitanos (SECIMA), Vilmar Rocha, que é membro da Câmara.

Os membros da CDTC afirmam que a tarifa vai continuar congelada, mesmo com a reclamação das empresas pelo fato da proposta do governo estadual chegar a apenas 5% dos 8% calculados em fevereiro para o aumento.

Sobre as demais propostas, o consenso foi de esperar a apresentação de estudos finalizados para qualquer deliberação, especialmente sobre a criação das sub-redes que acabariam com a tarifa única. O presidente da CDTC e prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, avalia a possibilidade de assumir a gestão dos terminais, como fazem outros prefeitos da Região Metropolitana.

Os prefeitos serão chamados a fazer estudos sobre a possibilidade de arcar com os custos dos terminais, que seriam de uma média de R$ 66 mil mensais. A próxima reunião da CDTC tem local certo, mas data ainda indefinida. Será na sede da SECIMA, mas Gustavo Mendanha ainda pretende confirmar a data para o próximo mês de julho.

Do repórter Rubens Salomão

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757