Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
neymar.coletiva
O Brasil encara o Paraguai nesta terça-feira (28), às 21h45, na Arena Corinthians pelas Eliminatórias Sul Americanas. Desde que assumiu o comando técnico do Brasil, Tite alcançou a inédita marca de oito vitórias em oito jogos e recuperou o respeito mundial em relação a Seleção Brasileira. Em coletiva realizada nesta segunda-feira (27), Neymar, que será o capitão no duelo contra o Paraguai, rasgou elogios ao treinador. 

"A Seleção vem chamando a atenção de muita gente. É um time que passou a jogar bom futebol, marca bem, sai jogando. Quando você encontra uma equipe de qualidade que quer jogar futebol, é difícil vencer. Isso vem chamando a atenção de todo mundo. O professor chegou e conseguiu nos moldar da forma brasileira. Passamos a jogar futebol, não mudaram tantos jogadores, foi mais o jeito de jogar. Aí começam a aparecer as qualidades, sempre disse que a Seleção tem jogadores de qualidade", afirmou. 

Neymar, que já teve a fama de "cai-cai" em certos momentos da carreira, analisou tudo o que já passou e o quanto é importante amadurecer, principalmente para conseguir ajudar ainda mais dentro de campo, em conjunto. O camisa 10 da Seleção Brasileira, reconheceu que passou por momentos mais eufóricos e que já foi egoísta, algo que tenta evitar hoje em dia. 

"A gente recebe muitos conselhos durante a carreira, mas aprende de verdade quando se machuca ou faz a coisa errada. Eu já passei por muita coisa, tentei discutir em momentos em que não era necessário, levei amarelo, vermelho, prejudiquei companheiros. Mas com o tempo você fica mais maduro. Hoje só penso em ajudar meus companheiros, fico mais centrado em campo, me preocupo com o que o professor passa, deixo de lado as provocações, as pancadas... Quando o jogador brasileiro está focado, é difícil parar", declarou. 

Desde que chegou ao Barcelona, Neymar vem conquistando números incríveis e um futebol impressionante, o que, consequentemente, gera comparações com Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Questionado sobre o rótulo de melhor do mundo atualmente, o craque preferiu não estender o assunto, elogiou o português e o argentino, e declarou que pensa apenas em melhorar seu futebol a cada dia. 

"Essa é uma coisa que não me sinto confortável para falar, nem gosto. São dois grandes jogadores, craques que estão há dez anos mantendo um nível gigantesco. Caras que eu admiro, e um que tenho ao meu lado todos os dias, é o melhor com quem já joguei. Só quero ser melhor todos os dias, me superar a cada dia, não ser melhor que ninguém", finalizou. 

carregando...

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757