Seleção Brasileira
Quarta, 16/04/2014 17h20
-
Murilo Nascente
Última atualização em Qua, 16 de Abril de 2014 17:52
Imprimir

Leia mais...Após a renúncia às pressas de Ricardo Teixeira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entidade máxima do esporte no país, enfim, conheceu o seu novo presidente. Se trata de Marcos Polo Del Nero, atual presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) e Vice-presidente da CBF, apontado como sucessor natural de Ricardo para o cargo.

A decisão saiu após as eleições serem realizadas com Del Nero sendo candidato único. Sem oposição formada, Del Nero foi aclamação, de forma não unânime, como novo presidente da CBF e começará seu mandato de quatro anos a partir de abril de 2015, daqui há 12 meses, quando acaba de forma oficial o mandato do ex-presidente Ricardo Teixeira.

Até o momento o vice-presidente de Teixeira, José Maria Marín é quem comanda a entidade. Uma chapa de oposição ameaçou homologar candidatura, encabeçada por Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, e Francisco Novelleto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), porém, ambos recuaram após reuniões com a chapa de Del Nero.

Logo após sua eleição, Marco Polo Del Nero concedeu entrevista coletiva onde revelou que sua administração deverá seguir o padrão de José Maria Marín por considerar uma "administração". "Serão poucas mudanças. Mas o presidente Marin e sua administração, da qual faço parte, conseguiram avanços importantes, como levar o futebol ao país inteiro, com as quatro séries do Brasileiro e, principalmente, a criação da Copa do Nordeste e da Copa Verde. Mas evidentemente que há aspectos que precisam ser melhorados e para os quais aceitaremos e vamos procurar sugestões em todo o universo esportivo”.

Participam das eleições 27 federações de futebol (uma de cada estado mais a do Distrito Federal) e representantes dos 20 clubes da primeira divisão. Pelo Estado de Goiás tiveram direito ao voto o presidente da Federação Goiana, André Pitta, e o presidente de Goiás, Sérgio Rassi, ambos votando em Del Nero. Duas federações votaram em branco: Rio Grande do Sul e Paraná, enquanto pelos times, apenas o Figueirense, por estar envolvido em um embróglio judicial contra o Icasa por uma vaga na Série A, se absteve do direito de votar.

Presente no evento de eleição, o presidente da Federação Goiana revelou o porquê do seu voto e como acredita que a eleição de Marco Polo Del Nero poderá ser boa para o futebol goiano: "O Del Nero tem uma relação muito boa com nossa federação e com os clubes do nosso estado. É uma abertura que inclusive é bem maior do que o Ricardo Teixeira nos dava. Nesse sentido, acredito que, por essa aproximação, o presidente Del Nero não medirá esforços em nos ajudar e vetará qualquer tipo de dificuldades criadas no futebol goiano", declara.

 
Quarta, 09/04/2014 18h29
-
Murilo Nascente
Última atualização em Qua, 09 de Abril de 2014 18:36
Imprimir


Leia mais...Uma das exigências da FIFA aos participantes da Copa do Mundo é que cada seleção faça, ao menos, um treino aberto ao público antes do início da competição. O Brasil, através do técnico Luis Felipe Scolari e do coordenador técnico Carlos Alberto Parreira, escolheu Goiânia para ser sede desde treino festivo diante da torcida. O evento será realizado no Estádio Serra Dourada, no dia 2 de junho, 10 dias antes da estreia brasileira que abre a Copa do Mundo.

A escolha se deve ao fato da capital goiana ter sido preterida e excluída das sedes do mundial, e, na tentativa de amenizar o ocorrido, a CBF vem dando preferências à cidade na preparação da Seleção Brasileira. O Brasil já havia realização uma semana de treinamentos visando a Copa das Confederações no CT Edmo Pinheiro e na Serrinha, ambos do Goiás. O evento complementará um dos últimos amistosos da Seleção, contra o Panamá, antes da competição oficial, que também será em Goiânia, um dia após o treino, no dia 3 de junho.

 
Quarta, 05/03/2014 16h14
-
Murilo Nascente
Última atualização em Qua, 05 de Março de 2014 17:11
Imprimir

Leia mais...Finalizando a preparação para a Copa do Mundo, que está a menos de 100 dias, o Brasil realizou mais um amistoso nessa quarta-feira (05). O jogo foi contra a África do Sul, no estádio Soccer City, em Joanesburgo, e acabou em goleada por 5 a 0 para a seleção brasileira, com gols de Oscar, Neymar três vezes e Fernandinho. O adversário foi escolhido respeitando a regra da Fifa que proíbe as seleções participantes da Copa a se enfrentaram antes do torneio. Na sequência, o Brasil encara o Panamá no dia 3 de junho, em Goiânia, e dia 6 a Sérvia em São Paulo. A estreia na Copa do Mundo é dia 12 de junho, contra a Croácia.

A partida serviu para entrosar o time que vem atuando sob comando de Felipão e testar algumas novas peças chamadas pelo treinador. Logo de cara, entraram o lateral direito Rafinha, do Bayern de Munique, e o volante Fernandinho, jogador do Manchester City, que ainda não haviam figura na lista de convocados e receberam oportunidade. A escalação inicial foi: Júlio Cesar; Rafinha, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Fernandinho, Paulinho e Oscar; Hulk, Fred e Neymar.

O Brasil começou com tudo e logo aos nove minutos abriu o placar contra os donos da casa. Oscar recebeu ótimo lançamento e entrou sozinho dentro da grande área. O camisa onze só teve o trabalho de encobrir o goleiro para inaugurar o contador. O segundo demorou a sair e só veio aos 40 minutos do primeiro tempo. Neymar aproveitou bate-rebate no meio campo, dominou a bola, invadiu a área e bateu firme, cruzado, por entre as pernas do goleiro. 2x0.

Ao longo do segundo tempo Felipão promoveu todas as seis alterações combinadas previamente. Entram em campo Ramires no lugar de Oscar, Luiz Gustavo no lugar de Paulinho, Daniel Alves substituindo Marcelo, William que entrou na vaga de Hulk, Jô no lugar de Fred e David Luiz saiu sentindo dores para entrada de Dante. A nova equipe manteve o ritmo do primeiro tempo e marcou mais três vezes. Neymar fez o terceiro, Fernandinho o quarto em um belo chute de fora da área e de novo Neymar, de cabeça, para fechar os 5 a 0.

O Brasil agora só volta a se reunir daqui dois meses, para fazer os amistosos finais e se concentrar para a Copa do Mundo. A previsão é que o grupo não se altere muito, deixando apenas em dúvida a presença dos jogadores testados contra a África do Sul, Rafinha e Fernandinho. Os dois vem se destacando nos seus clubes e por isso receberam uma chance de última hora do técnico Luis Felipe Scolari. Grande dúvida, Fred segue prestigiado e tem vaga praticamente carimbada para a disputa do mundial.

 
Segunda, 24/02/2014 13h58
-
Thiago Martins
Última atualização em Seg, 24 de Fevereiro de 2014 17:05
Imprimir

Leia mais...Depois de convocar 16 jogadores que atuam fora do Brasil, o técnico da Seleção Brasileira, Luís Felipe Scolari, completou a relação nesta segunda-feira com mais três jogadores que atuam no futebol brasileiro. Muitos atletas estavam cotados e poderiam ser surpresas na relação - entre eles Alan Kardec, atacante do Palmeiras - mas Felipão preferiu ser conservador e não apresentou novidades: o goleiro Jefferson e os atacantes Jô e Fred foram os relacionados.

Os três já constavam em outras listas do treinador e fizeram parte do grupo campeão da Copa das Confederações do ano passado. O atacante do Atlético-MG é quem atravessa grande fase, já que, em cinco jogos realizados na temporada, marcou quatro gols e tem ajudado o time no Mineiro e na Libertadores. Jefferson também tem cumprido bem seu papel com o Botafogo na Libertadores e, até por ser figura certa na lista final, esperava-se que outro goleiro fosse chamado.

Já o outro atacante, Fred, é quem vive um momento complicado na temporada. Recheado de lesões e dúvidas sobre as reais condições clínicas, o atacante disputou três jogos desde que se recuperou da última lesão muscular e não se apresentou bem. Fred marcou apenas um gol no retorno, que quebrou um jejum de seis meses (10 jogos), mas perdeu dois pênaltis, um deles no clássico contra o Botafogo, no último domingo. Fred chegou a ouvir vaias da torcida do Flu.

A expectativa era que Felipão testasse novas opções, até pela última entrevista coletiva concedida, recheada de mistério. Os nomes mais cotados eram o de Alan Kardec, do Palmeiras, que chegou a ser dado como 90% de certeza pelo técnico Gilson Kleina, e Hernane, atacante do Flamengo, que também conta com apelo público e vive boa fase. Os 19 convocados por Felipão entram em campo no dia 5 de Março, contra a Africa do Sul, em Johanesburgo (AFS).

 
Segunda, 24/02/2014 10h30
-
Thiago Martins
Última atualização em Seg, 24 de Fevereiro de 2014 14:06
Imprimir

Leia mais...Grandes times, experiência internacional, seleções de base, carreira consolidada e grande fase. Esse é o trunfo do atacante Alan Kardec, do Palmeiras, que vive grande momento na temporada e que está muito cotado para ser um dos três nomes convocados por Luís Felipe Scolari nesta segunda-feira, para o amistoso contra a África do Sul, no dia 5 de Março. Em entrevista conduzida pela repórter Priscylla Borges, o atacante admitiu um pouco de ansiedade e espera o reconhecimento do trabalho no Alviverde Paulista.

“Me sinto tranquilo, acho que o trabalho que tenho feito pelo meu clube tem ajudado bastante, então quando as coisas acontecem bem é natural que situações paralelas podem acontecer também, no caso a Seleção. Não quer dizer uma grande confiança, mas estou feliz pelo trabalho e vou esperar, é normal gerar um pouco de expectativa, mas a gente sabe que isso vai acontecer no momento certo e se acontecer agora, vou ficar muito feliz”

Kardec já tem cinco gols na temporada em nove jogos realizados e no ano passado, foi uma peça determinante para o acesso do Palmeiras para a Série A do Campeonato Brasileiro, atuando em 27 partidas, onde marcou 14 gols. E o atacante tem um aliado místico: em todos os títulos mundiais da Seleção, havia um jogador do Palmeiras: em 1958, foi Mazzola; em 1962, Djalma Santos e Vavá; em 1970, Leão e Baldocchi; em 1994, Zinho e Mazinho; em 2002, Marcos. Em 2014, o escolhido será Alan Kardec?

Leia mais...“Não sei, se tiver que ser, espero que tenham energias positivas cercando isso. Fiquei sabendo disso a poucos dias e fico feliz de saber que, quando tiveram jogadores da sua equipe em Seleções passadas, conquistaram o título. É um sonho, né, tudo se resume a um sonho, antes mesmo de pensar em Copa do Mundo, um sonho de ser convocado. Quando todas as coisas se encaixam, ainda mais sabendo que é uma Copa no Brasil, me sinto muito feliz”

O jogador iniciou a carreira em 2007 com a camisa do Vasco da Gama, onde viveu altos e baixos, inclusive sendo emprestado ao Internacional em 2009. No ano seguinte, seguiu para o Benfica, clube que ainda detém os direitos econômicos do jogador, mas que o emprestou para o Santos e agora ao Palmeiras, desde a temporada passada. Com toda essa bagagem, Alan Kardec se sente maduro aos 25 anos e revela a receita do grande momento que tem vivido.

“Eu acho que essa fase se resume à maturidade, confiança, comissão, família também é um fator extracampo que acaba ajudando muito. Todas as coisas caminhando bem, as coisas sempre podem dar certo. Eu tive a confiança da comissão técnica, que sempre me apoiou, me incentivou, ajudou muito, a confiança dos meus companheiros, de cada um, e a família, que é a base de tudo. Tudo se encaixou e hoje as coisas correm bem”

Kardec também viveu bons momentos contra clubes goianos, desde a estreia como profissional. Em 2007, primeiro ano como atacante do Vasco, o jogador marcou duas vezes contra o Goiás na vitória cruzmaltina por 3 a 2 no Serra Dourada, e no ano passado, também marcou dois gols contra o Atlético-GO na vitória por 3 a 1 em Itumbiara. Kardec diz que sempre se comenta muito sobre o maior clássico do Centro-Oeste e faz muitos elogios ao Verde goiano.

“Eu escuto falarem bem do Goiás, do clássico Goiás e Vila também e do Atlético Goianiense que hoje, infelizmente, não vive grande fase. Dos times, acho que o Goiás é quem chama atenção de todos nós porque muitas pessoas falam da estrutura fantástica, é uma equipe que, em alguns anos, formou grandes jogadores. Tenho alguns companheiros que jogaram aí, alguns que estão jogando, então é uma equipe que chama atenção”

 
Página 1 de 99

logo-small

Av. Goiás, 174. Ed. São Judas Tadeu, 16º Andar. Setor Central, Goiânia, Goiás. CEP 74010-010