Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Dono de lava-jato escapou por pouco de autuação em teste do bafômetro (Foto: Reprodução/PRF)
donodelavajatorole
Na tarde desta quarta-feira (8), na BR-060, km 130, em Goiânia, um veículo modelo Ford Ka foi fiscalizado porque vinha realizando manobras irregulares no trânsito. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor dirigia muito lentamente, na faixa da esquerda, atrapalhando os veículos que seguiam atrás.

Ao ser abordado pelos policiais, o condutor, de 30 anos, informou aos agentes federais que o carro não era dele, e que era proprietário de um lava-jato no Setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia. Segundo a PRF, o homem resolveu pegar o veículo de um dos clientes para dar uma volta. Ele informou que estaria se deslocando do Setor Garavelo. Entretanto, o flagrante aconteceu na saída para Anápolis.

O homem apresentou aos policiais o documento do automóvel, que estava dentro do carro, mas não apresentou documentos, inclusive CNH, por ser inabilitado. Foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e o dono do lava-jato responderá pelo crime de dirigir sem habilitação gerando perigo de dano, previsto no art. 309 do Código de Trânsito, cuja pena varia de 6 meses a 1 ano.

Além disso, foi realizado teste do etilômetro que acusou 0,04 mg de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. Contudo, ele não será autuado por este crime pois atingiu o limite máximo da margem de erro do aparelho. A PRF salienta que sempre que o resultado varia de 0 a 0,04 mg as pessoas não são autuadas, devido a uma margem de segurança para a atuação policial.

Após o flagrante, o proprietário do veículo foi acionado pela polícia. Ele e a esposa estavam desesperados em busca do veículo, pois tinham deixado o automóvel no estabelecimento no período da manhã e iriam buscá-lo ao meio-dia. Ao chegarem no lava-jato não encontraram o carro e começaram as buscas pelo dono da empresa e pelo veículo.

O proprietário do carro apresentou para a PRF um Boletim de Ocorrência que já havia feito, ainda na tarde de ontem (8), na Delegacia de Flagrantes da Polícia Civil, denunciando o dono do lava-jato por apropriação indébita. O Ford Ka estava limpo, mas sem os tapetes, e foi entregue para o dono. Após ser autuado, o homem foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil.

Proprietário recuperou veículo limpo, mas estava sem os tapetes (Foto: PRF/Divulgação)
donodelavajatoroler

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757