Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail


Perita analisando documento contábil (Foto: Reprodução/Internet)
mulherconta
Está nos dicionários: períto é aquele que se especializou em um determinado ramo de atividade ou assunto.

Apesar de ser uma profissão que exige especialização, os peritos podem trabalhar em diversas frentes de trabalho, uma delas é a Perícia Contábil, área que cada vez mais tem atraído profissionais de contabilidade.

Para ser perito, é preciso, obrigatoriamente, possuir uma formação acadêmica. A Perícia Contábil por exemplo, é de competência exclusiva dos contadores registrados em situação regular nos Conselhos Regionais de Contabilidade. A perita contábil e Tributária, Sandra Batista, conta como é sua rotina de trabalho.

 

No judiciário, o juiz recorre ao perito contábil quando necessita de um laudo profissional especializado ou para atender ao pedido de uma das partes envolvidas no processo. Nesse caso o perito é responsável por investigar possíveis fraudes. Segundo Sandra Batista, tanto o perito contábil quanto o perito criminal podem ser acionados por um juiz, no entanto, a funções desempenhadas pelos profissionais são diferentes.

 

O salário médio de um perito contábil é de R$ 7 mil mensais. Com relação ao mercado, há empregos tanto no setor público quanto na iniciativa privada. De acordo com Batista, principalmente no que diz respeito ao setor privado, é necessário entender que perícia e auditoria não são a mesma coisa.

 

Da repórter Larissa Artiaga

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757