Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

O menino Kaká nos braços da apresentadora Cecília Barcelos, acompanhado pelos pais e pela atriz Adriana Nunes (Foto: Petras de Souza)
kakacecilia
O Estádio Olímpico será palco de mais que um simples jogo de futebol nesta terça-feira (19), mas sim de uma corrente pelo bem. O evento faz parte da campanha “Todos Pelo Kaká”, abraçada pela Rádio 730.

O menino Kaká, de apenas nove anos de idade, sofre de Paralisia Cerebral Espástica, e precisa fazer um procedimento chamado Rizotomia Dorsal Seletiva, que só é realizado nos Estados Unidos.

Kaká compareceu nesta segunda-feira (18) aos estúdios da 730 onde participou do Cidadania em Destaque, com Cecília Barcelos. Ele veio acompanhado pelo pai Luciano Maia, pela mãe Gabriela Capucho, e pela atriz Adriana Nunes, a "Juju" do programa Zorra Total, da Rede Globo.

O objetivo da campanha “Todos Pelo Kaká” é arrecadar R$ 280 mil para custear a cirurgia nos Estados Unidos (EUA), que está marcada para novembro deste ano. O menino conta que teve a ideia de reduzir o valor do ingresso do jogo, que é de R$ 20, para R$ 10, a quem levar um 1 kg de alimento não perecível. “A gente tem que ajudar muitas pessoas, não é só eu preciso. Então vamos ajudar, pessoal!”, diz Kaká.

Ouça a entrevista na íntegra

A mãe, Gabriela Capucho, não economizou palavras para descrever o filho e a capacidade que ele tem de conquistar as pessoas. “Kaká é uma criança abençoada, de bem com a vida, sempre com um sorriso no rosto. Eu pude perceber que ele é uma lição de vida a todos que convivem com ele. O tanto de pessoas que ele uniu quando começamos essa campanha. Ele é um anjo na vida de todo mundo, por onde ele passa deixa sua luz”, conta.

A atriz Adriana Nunes, que se apresentou em Goiânia no último final de semana, permaneceu na Capital para fortalecer a campanha e ainda vai entrar em campo para bater uma bolinha.

“Essa campanha é um grande exemplo para todo mundo. Primeiro para sabermos a força que cada um tem, individualmente, e das ações que podem ser feitas por cada pessoa ou por um grupo. Em uma ação como esta, você não está apenas ajudando, mas sendo ajudado. Eu agradeço por estar participando”, ressalta a artista.

Por conta da síndrome, Kaká não consegue ficar de pé ou até mesmo sentar-se sozinho. O pai de Kaká, Luciano Maia, conta que o filho veio ao mundo em um parto antecipado por conta de complicações na gravidez.

“Mal sabíamos que continuaríamos carregando ele no colo por mais nove anos. Acredito que está prestes a terminar esta nossa luta, mas isso na verdade é um aprendizado, não apenas para mim e para ela (mãe), mas a toda nossa família e pessoas próximas. O grande sonho do Kaká, que também é o nosso, passou a ser o de vocês também”, reitera.

O jogo acontece nesta terça-feira, às 19h, no Estádio Olímpico, no Setor Central, em Goiânia. Os ingressos custam R$ 20, mas Kaká reforça como custa pouco ajudar ainda mais quem precisa. “Eu espero que muitas pessoas vão até o jogo para me ajudar. Lembrando que quem levar 1 kg de alimento paga só R$ 10,00. Vai ser muito legal, espero que todo mundo vá”, afirma.

Durante o programa, o ouvinte Carlos Afonso participou enviando uma mensagem para o Whatsapp da 730 confirmando a compra de 10 ingressos para o jogo. Faça também a sua parte e entre nesta campanha.

Os pais do Kaká têm até o dia 20 de outubro para fazer o pagamento da cirurgia. Caso este prazo vença, o procedimento é cancelado e ele precisará passar por uma reavaliação médica, além de perder os 93% de chance de recuperação dos movimentos.

Quem quiser ajudar o menino Kaká pode participar da campanha depositando qualquer quantia nas contas bancárias a seguir:

Banco Itaú – Agência: 6987 Conta Corrente: 03542-2

Banco do Brasil – Agência: 3482-7 Conta Corrente: 39060-7

Caixa Econômica Federal – Agência: 013 Operação: 013 Conta: 78594-9

Imagens: Petras de Souza e Jordanna Ágatha

 

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757