Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
caesegatos
O mercado voltado para animais de estimação está cada vez mais em alta. Tem de tudo.  De festas de aniversário a planos de saúde e televisão para pets.

Cabe aos donos a responsabilidade de administrar as despesas no orçamento mensal com consciência. Por esse motivo, os especialistas alertam para o risco de se cometer exageros nos gastos com os bichinhos.

Segundo o psicólogo especialista em comportamento animal, Marco Morato, gastar com os animais não é simplesmente uma questão pessoal. “É uma questão social. Se você gasta R$ 100 mil em uma festa para um cachorro, você está gastando acima do normal. É preciso ter uma consciência social. Existe um limite mínimo, a pessoa tem que castrar o cachorro, por exemplo. Cerca de 85% dos cães vive em situação de rua e 3 milhões de cachorros são sacrificados anualmente por não estarem castrados”, pontua.

O Brasil é o 4º maior país com animais de estimação, sendo o 2º em número de cães, gatos e aves canoras e ornamentais, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ouça a entrevista na íntegra:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757