Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: We Pet/Facebook
socializarcaesr
Já pensou em deixar seu pet em uma creche? Se seu cão passa muito tempo sozinho em casa, ou adora roer chinelos e móveis da sala, é agressivo com outros cachorros, tem medo ou está acima do peso? Estes problemas podem começar a ser resolvidos.

Uma creche para cães em Goiânia oferece serviços semelhantes a uma instituição de ensino infantil. O médico veterinário Rafael Gustavo Pinheiro, concedeu entrevista exclusiva à 730 no quadro Mundo Pet desta sexta-feira (16), e diz que cães que convivem apenas com os donos tendem a ter medo de outros cães.

Ouça a entrevista na íntegra

“Não gostam de ter contato com outros animais, só têm contato com o proprietário. Muita gente acha que esse ambiente não é feito para eles. Muito pelo contrário, é exatamente para eles. Aqui ele vai socializar, vai deixar o medo de outros cães para trás. Em muitos casos, o animal chega aqui medroso, ao passar dois ou três dias já está bem socializado e brincando com outros animais”, afirma.

Nos casos em que o pet vive apenas dentro de casa, como acontece com bichinhos de estimação em apartamento, ele passa a maior parte do tempo dormindo ou sem fazer nenhuma atividade, o que pode acumular energia. Este acúmulo, segundo Pinheiro, faz com o que cão descarregue tudo nos objetos da casa.

“Ele pode acabar destruindo um chinelo, um sofá, fica nervoso, ansioso, e não é muito bom deixar ele sozinho, sem brincar, sem nenhum acompanhamento. O animal pode entrar até em depressão. Isso é provado na medicina veterinária. Com a depressão, sentem muita falta do dono. Para os cães, os donos representam praticamente 100% da vida deles”, afirma.

Um agravante, que pode comprometer a saúde do animal, é o fato de muitos estarem acostumados a fazer as necessidades fisiológicas fora de casa. Para isso, precisam esperar horas pela chegada dos donos. Este fatores podem estar ligados a um tipo de ansiedade pela ausência do dono.

“O cão é como se fosse um filho. O cão é muito apegado, dorme até na cama do proprietário. Quando o dono sai, chamamos de ansiedade da separação. Se não tiver um redirecionamento de energia, vai destruir a casa, vai ficar triste e um dos objetivo da creche é esse. É fazer com que o animal não sinta tanta falta do dono”, afirma.

Com cerca de 520 metros quadrados de área, a creche, que fica na Rua C-235, no Setor Bueno, possui atualmente 15 cães matriculados, com capacidade para até 25 animais por dia, dependendo do porte. Os pacotes varia entre 1 e até 5 dias por semana. Machos férteis ou não castrados e fêmeas em período de cio não podem frequentar o local. Os donos, por meio de circuito interno com 18 câmeras, pode acompanhar o pet pela internet.

Foto: We Pet/Facebook
socializarcaes

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757