Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Petras de Souza/ Portal 730
camilarobervalpaulo2
A sala de visitas do programa Estúdio 730 recebe neste domingo (16), às 10 horas da manhã, um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira (MPB) e do Samba na atualidade, a cantora Camilla Faustino.

Ao falar, Camilla - que traz estampados no rosto os traços de vários cantos do Brasil – exibe o sotaque que entrega sua origem: “Sou muito orgulhosa de ser goiana”. Os primeiros passos na carreira foram dados ainda na infância, aos cinco anos de idade. De lá pra cá o sotaque goiano casou-se com os versos de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Milton Nascimento e tantos outros poetas em uma união repleta de harmonia musical que conquistou o Brasil.

Gente inocente

Com 08 anos, a intérprete passou a participar de festivais. Quatro anos depois, aos 11, Camilla optou definitivamente por ingressar na carreira de cantora e em 2001, foi um dos talentos infantis revelados pelo Programa Gente Inocente, apresentado por Márcio Garcia, nas tardes de domingo, na Rede Globo.

Filha da também cantora, Sueli Faustino, Camilla afirma que a participação no programa foi determinante para sua carreira. “Minha mãe é cantora. Eu já tinha contato com a música desde cedo, mas foi ali no Gente Inocente que eu realmente decidi ser cantora profissional”, assegura.

Com o passar dos anos, a artista conquistou a simpatia do público que carinhosamente a chama de 'Pimentinha 2', em referência à semelhança com a diva Elis Regina. Apesar da comparação, ela ressalta que não teve nenhuma inspiração em especial. “Não houve uma inspiração pra me tornar cantora porque isso aconteceu instantânea e espontâneamente”.

Quem Sabe Canta

Camilla Faustino (Foto: Larissa Artiaga/ Portal 730)
camillafaustino
Há três anos Camilla Faustino deixou os palcos de Goiás e partiu para São Paulo em busca de um sonho; o de ser reconhecida nacionalmente. Neste período apresentou-se como convidada regular em shows de artistas como Leonardo, Eduardo Costa, Alexandre Pires e Raça Negra.

Entretanto, a consagração veio mesmo aos 27 anos, em 2017, com a conquista do primeiro lugar no quadro “Quem Sabe Canta” do programa Raul Gil, veiculado aos sábados pelo SBT. “Logo na primeira apresentação de cara eu já senti uma repercussão gigantesca por parte do público. Durante a apresentação não tem edição, tanto que quando eu cantei a música Força Estranha muita gente achou que eu tinha esquecido a letra mas na verdade eu fui tomada pela emoção”, destaca Faustino.

Na grande final, a cantora interpretou a canção “Tente Outra Vez”, imortalizada pelo 'maluco beleza' Raul Seixas e considerada pelos criticos como uma das mais difíceis do repertório nacional. Segundo Camilla, a escolha da música partiu dela própria. “As escolhas sempre eram minhas, sempre confiei muito nas opiniões da minha mãe e do meu irmão também, então eu sempre recorria a eles. No programa temos uma pessoa que nos auxilia nesse sentido, que observa o timbre de cada candidato, mas a opção foi minha. Acho que isso é mal de aquariano, eu vinha escolhendo canções que eu já cantava nos palcos da vida e na grande final escolhi uma música que eu nunca tinha interpretado. E essa música exige da gente porque em determinada parte ela sobe muito”, pontua.

A artista assinala ainda que além do prêmio de R$ 50 mil, ganhou durante as 20 semanas em que participou do programa a oportunidade de mostrar a versatilidade da cultura goiana. “Goiás não é só sertanejo, apesar do monopólio musical estar hoje no âmbito da música sertaneja. Eu queria mostrar também outras coisas. Não nego minhas origens e não vou perder isso nunca”.

Gracias a la vida

Vitrine para todo o país, a participação no programa Raul Gil rendeu à Camilla Faustino não só o reconhecimento público como a chance de se apresentar com ícones da MPB. Um deles é o cantor e compositor Toquinho, que em 2016 comemorou 70 anos de vida e 50 de carreira.

Autor de clássicos como, Aquarela, O Caderno e Água de Beber, Toquinho se encantou pelo talento da artista e a convidou para se apresentar com ele em um show realizado em Bogotá, na Colômbia. Em solo colombiano, Faustino interpretou a canção 'Gracias a la vida', lançada em 1971 e conhecida mundialmente na voz da argentina Mercedes Sosa. O êxito foi tamanho, que a goiana foi chamada para fazer apresentações solo na Colômbia.

Assim como diz certo trecho de Gracias a la Vida, Faustino garante que só tem a agradecer a vida que ha dado tanto.“ Já de cara nós fomos para Bogotá e cantamos as músicas dele e do Vinícius, foi uma grande responsabilidade. O Toquinho faz o show e em um dado momento ele me chama para cantar com ele. Ele me deixa inclusive fazer um especial sozinha, ele é muito generoso”, afirma.

Todo o carisma e talento de Camilla Faustino você confere neste domingo às 10 horas da manhã no Estúdio 730, dirigido e produzido por Roberval Silva e apresentado por Paulo Rolim. Não perca !

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757