Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/Google
reproducap
O banho e tosa de cães são ferramentas importantes para manter a saúde do pet e evitar problemas de saúde tanto do animal, quanto do seu dono.

De acordo com a médica veterinária Denise Leão, em entrevista no quadro Mundo Pet do programa Cidadania em Destaque, da 730, nesta sexta-feira (27) a proximidade com o dono é determinante para definir quantos banhos o pet deve tomar, fato que ocorre com animais que vivem em apartamentos.

Ouça a entrevista na íntegra: 

“Animal de apartamento que está muito perto do dono, o dono percebe com mais facilidade o momento certo de dar o banho, pois tem maior contato com ele. O animal fica mais perto, sobe na cama, no sofá. Por incrível que pareça, estes animais de apartamento são levados com mais frequência que os de quintal para tomar banho”, ressalta.

A especialista destaca ainda que excesso de banho pode ser prejudicial ao pet, e que o regular para a maioria das raças é de que o animal tome o banho não mais que uma vez por semana, ou a cada 15 dias.

“É tão prejudicial quanto a falta do banho. O excesso de banho faz com que o animal perca uma proteção da pele, que é uma gordurinha, um óleo natural que ele tem para proteger a pele, e pode desenvolver sérios problema, como proliferação de fungos”, relata.

Para a escovação do pelo, as escovas com cerdas podem ser utilizados em todas as pelagens. Em geral, quanto mais longo o pelo, mas espaço deve haver entre as cerdas. Já as escovas de aço são mais indicadas para cães com pelagem média a longa e encaracolada.

Confira algumas dicas sobre o banho nos pets:

1 - Filhotes que ainda não foram vacinados devem evitar banhos em pet shops. O ideal é que o primeiro banho seja dado em casa, a partir dos dois meses de vida, utilizando água morna e sabonete ou xampu próprio para filhotes. O horário ideal para o banho é entre 11h e 15h, e a secagem deve ser feita com o auxílio de um secador.

2 - Banhos em animais com pelos curtos são indicados a cada 15 dias no verão, e a cada 30 dias no inverno. Os gatos  podem seguir o mesmo esquema: banhos a cada 15 ou 30 dias; porém a escovação do pelo deve ser feita toda semana.

3 - Os cães com pelos longos, que necessitam de escovação diária, fazem parte de uma exceção e podem tomar banhos com intervalos 15 dias inclusive no inverno.

4 - Os cães de pelo curto que tomam banhos quinzenais (verão) ou mensais (inverno) devem ser escovados diariamente para que sejam retiradas as células mortas e para que evitemos o cheiro forte do animal.

5 - O mercado oferece produtos de banho seco, em que o dono utiliza um pano para promover uma limpeza superficial, e que deixam o odor do animal mais agradável, o que evita o banho antes do período certo.

Com informações do site Tudo sobre cachorros

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757