Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail
Sagres A Caminho da Copa

Quadrilha é apresentada na Deic (Foto: Jerônimo Junio/Portal 730)
junim
A Polícia Civil (PC), por meio do Grupo Antirroubo a Bancos (GAB), com apoio da Polícia Militar e Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e PM/2, prendeu cinco integrantes de uma quadrilha, inclusive o líder, especializados em explosão e roubo a caixas eletrônicos em Goiás e em mais dois estados.

De acordo com a PC, a Operação Má Vizinhança foi desencadeada na ultima sexta feira (12) e teve como objetivo dar cumprimento a mandados de prisão de uma quadrilha sediada na cidade de Luziânia, cujos integrantes já teriam explodido terminais no município sede, Orizona, Damianópolis e Bonfinópolis em Goiás, Itauera no Piauí, e São Desirédio e Ibotirama na Bahia.

Além do líder da associação criminosa Frederico Mariano da Silva, o “Derico”, foram presos Joeliton Ribeiro Pereira, o “Neguinho”;  Fernando Rocha da Silva, o “Cara Larga”, Erivaldo José Mariano e Luiz Fernando da Silva Mattos.

Ainda de acordo com a PC, durante a operação os policiais localizaram uma arma de fogo de uso restrito das forças policiais com a numeração raspada e uma caminhonete roubada, que foi devolvida ao proprietário.

A Polícia Civil apurou ainda que os explosivos eram trazidos por Fernando Rocha da Silva do estado do Piauí, sendo este o responsável pelo levantamento dos bancos a serem roubados pela quadrilha, que inclusive já tinha escolhido o próximo alvo, uma agência da Caixa Econômica Federal situada na cidade de Novo Gama, Goiás.

Um fato que chamou a atenção da polícia foi de que um dos caixas eletrônicos explodidos pela associação criminosa era situado na farmácia em que o preso Erivaldo trabalhava como atendente.

Com a prisão dos cinco investigados o GAB considera ter desmantelado toda a associação criminosa, sendo que as investigações sobre cada um dos crimes por ela cometida serão concluídas nos próximos dias.

Além dos mandados de prisão, os investigados foram autuados por porte de arma de uso restrito, receptação e associação criminosa.

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757