Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Boate no Setor Sul, em Goiânia (Foto: Google Street View)
elclubf
Uma estudante denunciou ter sido agredida por um segurança na saída de uma festa em uma boate na madrugada desta segunda-feira (18), no Setor Sul, em Goiânia.

Ana Cristina Abrão Nascimento, de 24 anos, participava da festa Colônia de Férias do Vale, promovida pela Atlética Unidos do Vale, da Universidade Federal de Goiás (UFG), quando encerrou a conta e já aguardava do lado de fora da boate, quando teria visto uma mulher sendo expulsa da casa noturna, de forma truculenta, por um dos seguranças.

Neste momento, uma amiga da estudante tentou intervir. Foi quando Ana Cristina entrou na frente da colega e teria então sido agredida pelo segurança com um chute no rosto. Um vídeo feito por uma pessoa que estava do lado de fora da boate mostra cenas de violência. No Twitter, a jovem postou fotos do rosto, com ferimentos na boca.

As vítimas foram orientadas pela Polícia Militar a encaminharem a ocorrência para a Polícia Civil. Por meio de nota, a boate El Club, localizada na Rua 115, informou que já demitiu o segurança e que está tomando as providências necessárias para auxiliar as famílias das vítimas.

A Associação Atlética Acadêmica da Faculdade de Letras (Analfabeta) da Universidade Federal de Goiás também emitiu nota, em repúdio ao episódio ocorrido nesta madrugada.

Confira a seguir um vídeo postado no Twitter e as notas da boate e da Analfabeta.

Nota da boate El Club

“Hoje, dia 18/12, ao final da festa “Colônia de Férias do Vale”, organizada em parceria com a Atlética Unidos do Vale, da Universidade Federal de Goiás, nossa casa foi cenário de um incidente muito sério, e que não pode e não vai, em hipótese alguma,ser ignorado. Nosso compromisso é assegurar a segurança e bem estar de nossos clientes em nossa casa. Hoje, falhamos em cumpri-lo.

O El Club é composto por uma grande equipe, que se divide em turnos de trabalho – um noturno e outro diurno. Por esse motivo, apenas parte dela estava presente no momento do ocorrido, motivo pelo qual nosso posicionamento chega a público neste momento. O que podemos afirmar, até agora, é que por volta das 2 horas da manhã, quando a festa estava se encerrando, uma discussão se iniciou entre um segurança de nossa equipe e um cliente, e que essa discussão tomou rapidamente uma proporção enorme, envolvendo mais pessoas e causando um tumulto.

Observando as imagens do ocorrido gravadas por clientes – visto que a instalação do nosso sistema de câmeras não foi concluída após a recente reforma de nosso espaço – está confirmado que um funcionário nosso agiu com violência, e que essa violência fez a situação chegar a um ponto em que o bem estar físico de nossos clientes ficou em risco. Informamos que o funcionário em questão foi desligado da empresa e que o El Club está aberto estruturalmente para que seja feita a perícia policial a fim de atestar a veracidade do que publicamos aqui.

Estamos cientes de que algumas pessoas sofreram ferimentos, e, após termos apurado os fatos durante toda a manhã, estamos, a partir do momento desta publicação, trabalhando para entrar em contato com cada um dessas pessoas para auxiliá-las no que for preciso, além de fornecer todas as informações para que elas possam tomar as medidas legais necessárias. 18/12/2017 Estudante denuncia ter sido agredida por segurança de boate em Goiânia.

Novamente, reiteramos nossa responsabilidade enquanto empresa, e confirmamos nossa falha em cumprir com o nosso compromisso. Essa nota não é apenas um pedido de desculpas, pois sabemos que isso não mudaria o ocorrido. Essa nota é uma promessa de que assumimos nossa responsabilidade sobre o ocorrido.

Sabemos que decepcionamos não só os clientes que estavam presentes durante a confusão de ontem, mas todos que tiveram contato com os relatos, vídeos e fotos do que aconteceu. Vocês tem toda a razão em se decepcionar. A partir de hoje, vamos trabalhar para reconquistar a confiança e o respeito de nossos clientes.”

Nota da Associação Atlética Acadêmica da Faculdade de Letras (Analfabeta)

“É com muita tristeza e indignação que todos nós da Analfabeta escrevemos essa nota de repúdio sobre o ocorrido na madrugada de domingo para segunda feira (18/12), na El Club. A Analfabeta é contra todo e qualquer tipo de violência, visto que absolutamente nada justifica a mesma.

Na saída do evento, realizado pela Unidos do Vale em parceira com a EL Club "Colônia de férias do Vale", que aconteceu no dia 17/12, duas estudantes e integrantes da nossa atlética foram agredidas com muita violência e covardia pelos seguranças da EL CLUB, ameaçando a integridade física e psicológica dos envolvidos.

O ocorrido demonstrou uma enorme falha e despreparo dos seguranças da boate em questão e mais lamentável ainda é a forma com que a situação foi negligenciada.

Nós da Analfabeta e todo ser humano civilizado não esperamos nada menos que o agressor sofra a pena prevista por lei e declaramos total apoio às vítimas. A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NÃO DEVE DE FORMA ALGUMA SER SILENCIADA.”

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757