Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ CBMGO
socorristas
Verdadeiros anjos da guarda, assim podemos descrever o trabalho das equipes de socorristas do Corpo de Bombeiros.

Os paramédicos são os profissionais da área médica habilitados e treinados para o socorro pré-hospitalar e o atendimento médico em locais fora do ambiente hospitalar. No Brasil, essa categoria profissional é formada por socorristas, técnicos em emergências médicas, enfermeiros, técnicos e fisioterapeutas. 

Para ser paramédico é preciso ser formado em medicina ou enfermagem como não existe nenhum curso de formação de técnico em emergências médicas reconhecido pelo MEC, algumas unidades do Corpo de Bombeiro e da Polícia Militar oferecem treinamento e capacitação para seus profissionais com interesse em atuar na área de resgates. 

O tenente Fernando Caramaschi está no Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) há 19 anos. Ele relata como é a rotina de trabalho das equipes de resgate.

Uma outra exigência para ser paramédico é ter no mínimo 18 anos e ensino médio completo. Os salários variam de acordo com a formação de cada socorrista. Um médico que trabalha 24 horas semanais recebe cerca de 3 mil reais por mês; já um enfermeiro com jornada de 36 horas semanais ganha por volta de 2,5 mil reais.

O tenente Caramaschi explica como a população pode ajudar os socorristas no trânsito.

Caramaschi relembra ainda uma situação marcante para sua carreira.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757