Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

principaisombustiveisO juiz Péricles DI Montezuma, da 7ª Vara Cível de Goiânia, determinou na tarde desta terça-feira (14) a imediata liberação do acesso às distribuidoras de combustíveis na região metropolitana. A liminar foi concedida a pedido da Petrobras S.A. em razão do bloqueio realizado por manifestantes contra a alta dos preços da gasolina e do etanol na Capital, ocorrido na madrugada na última segunda-feira (13) em Senador Canedo.

O fechamento impede o acesso de caminhões-tanque ao pool das distribuidoras da Petrobras, e os veículos acabam ficando estacionados do lado de fora, nas proximidades dos locais na região leste de Goiânia e em Senador Canedo.

De acordo com o advogado do Sindiposto, Antônio Carlos de Lima, em entrevista à Rádio 730, dos 252 postos da Capital, 60 já não possuem algum tipo de combustível, o que representa mais de 23% dos estabelecimentos.

Ainda segundo Lima, o município de Itaberaí não possui gasolina nem etanol nas bombas. Cidades próximas como Goiás, Inhumas, Itaberaí e Caturaí também começam a apresentar escassez de etanol e gasolina.

A multa estabelecida pelo juiz é de R$ 5 mil por dia em caso de descumprimento da decisão. O magistrado determinou ainda, caso seja necessário, a utilização de força policial em caso de resistência por parte dos manifestantes, na presença do oficial de Justiça. Montezuma pediu ainda a identificação dos proprietários de veículos que estiverem impedindo o acesso de caminhões-tanque às distribuidoras.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757