Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Câmeras de segurança registraram acidente na Avenida Rio Verde na última quarta-feira (11) (Foto: Reprodução/Polícia Civil)
avrioverde
Familiares e amigos protestaram na porta da Terceira Vara Criminal em Aparecida de Goiânia na tarde desta segunda-feira (16) para pedir justiça pela morte de Luciana de Souza Gomes, de 35 anos.

Luciana e a filha de 17 anos foram vítimas de um acidente de trânsito ocorrido na madrugada da  última quarta-feira dia (11), quando estavam em uma moto no cruzamento da Avenida Rio Verde, próximo a um centro de compras, quando foram atingidas por um motorista embriagado que disputava um racha com outro carro.

Acompanhado por três advogados na audiência de custódia desta segunda (16), o motorista Rodolfo Christo Djorgjivie, de 33 anos, chorou, disse que estava arrependido e alegou que tem seis filhos. Apesar disso, as lágrimas do condutor não comoveram o juiz que decretou a prisão preventiva dele.

O irmão de Luciana, Léo Marques, concedeu entrevista à repórter Giuliane Alves. Muito emocionado, ele desabafou e contou que, apesar da imensa dor, considera que a justiça prevaleceu na audiência.

A mãe de Luciana, abalada, relembra como a filha era esforçada e conta que não sabe como vai dar a notícia da morte para a neta, que está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757