Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
concursopmgoias
O Serviço de Inteligência da Polícia Militar de Goiás (PM-GO) apresentou nesta sexta-feira (22) um relatório que mostra que membros e instalações da corporação podem ser alvos de facções criminosas neste final de semana em todo o estado.

No documento, assinado pelo comandante da PM-GO, coronel Divino Alves, os ataques podem acontecer contra policiais, viaturas e até quarteis neste sábado (23) e domingo (24), a qualquer momento.

A recomendação é que todos os membros da corporação trabalhem neste final de semana com “força máxima e em condições de plena e rápida intervenção”, e que qualquer ocorrência deve ser atendida por, no máximo, duas viaturas, além da indispensável utilização de equipamentos de proteção individual (EPI).

Ainda nesta sexta, uma operação integrada entre as Superintendências Executiva de Administração Penitenciária (Seap), de Serviços Penitenciários (Susepe) e a PM-GO resultou em uma revista geral em duas alas da Penitenciária Odenir Guimarães (POG) em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana.

No procedimento, batizado de Protocolo Anhanguera, foram recolhidas cinco armas de fogo, mais de 1,5 kg de drogas e 30 telefones celulares. O objetivo da operação, segundo a PM, era impedir que os detentos organizassem os possíveis ataques.

Leia a seguir a íntegra da nota da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás (SSPAP-GO).

"O relatório técnico apresentado pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-2) na sexta-feira (22/09), que alerta para possibilidade de ataques contra integrantes da corporação e instalações por parte de facções criminosas neste final de semana, trata-se de um Procedimento Operacional Padrão sempre que se detecta algum tipo de ameaça por parte do crime organizado.O relatório técnico apresentado pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-2) na sexta-feira (22/09), que alerta para possibilidade de ataques contra integrantes da corporação e instalações por parte de facções criminosas neste final de semana, trata-se de um Procedimento Operacional Padrão sempre que se detecta algum tipo de ameaça por parte do crime organizado.

O alerta geral cumpre essa função técnica de prevenção e demonstra que as forças policiais estão de prontidão para reagir de maneira enérgica a quaisquer fatos que possam colocar em risco a segurança da corporação e da comunidade.Secretaria de Segurança e Administração Penitenciária (SSPAP)".

 

Atualizada às 12h20 para acréscimo da nota da SSPAP-GO

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757