Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Jerônimo Junio/ Portal 730
juniosuspeitosufg
A Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO) apresentou nesta terça-feira (19) dois suspeitos de envolvimento no assassinato do estudante da Universidade Federal de Goiás (UFG), Ariel Bem Hur Costa Vaz, que tinha 32 anos.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Marco Aurélio Euzébio, Danilo da Cruz Queiroz, de 23 anos, foi detido no Residencial Elza Fronza, na região norte de Goiânia. Ele confessou ser o autor dos tiros. Segundo o delegado, o suspeito disse à polícia que os disparos foram acidentais e que a arma utilizada no crime (.40) estava na casa de seu amigo, Jeferson Geovani Lopes, 22 anos, que também foi preso.

A motivação do crime ainda está sendo investigada. Ariel foi morto no sábado (16), no gramado entre o Centro de Convivência da UFG e a Faculdade de Artes Visuais (FAV), durante uma festa realizada dentro do Campus II da UFG.  Além dele, Marcos Eduardo de Melo Souza, que trabalhava na lanchonete da festa, ficou ferido e foi encaminhado para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol).

A assessoria de imprensa da UFG informou que o evento se tratava de uma “Calourada Integrada”. Em virtude do caso, a Universidade proibiu a realização de qualquer festa em seus campi até que sejam definidas "normas para a realização destes eventos".

A equipe da Rádio 730 entrou em contato com o Hugol para saber mais informações sobre o estado de saúde de Marcos Eduardo de Melo Souza. No entanto, de acordo com a assessoria de imprensa do Hospital, a família de Marcos Eduardo não autorizou o repasse das informações.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757