Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Tenente do CBM-GO, Rodolfo Vieira, no Cidadania em Destaque, com Cecília Barcelos (Foto: Johann Germano/Portal 730)
bombeiros
Você já parou para pensar qual o cômodo mais perigoso da sua casa? Agora imagine os riscos que uma criança corre estando sozinha nele. Todos os dias, equipes do Corpo de Bombeiros atendem ocorrências que podem ser evitadas, mas que requerem cuidado e atenção dos adultos.

O alerta é por conta da chegada das férias escolares e, como consequência, a permanência de crianças em casa, o que acaba exigindo dos pais a atenção redobrada para evitar acidentes domésticos, como queimaduras e até afogamentos.

Em entrevista exclusiva ao programa Cidadania em Destaque desta terça-feira (4), o chefe da Seção de Instrução e Capacitação do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBM-GO), tenente Rodolfo Vieira, alerta para os riscos aos quais os pequenos estão sujeitos dentro da própria casa.

Ouça a entrevista na íntegra:

“Com as crianças dentro de casa, elas acabam mais suscetíveis a estar armadilhas, pegadinhas, que antes, por estarem na escola, não percebiam, e que podem acarretar em machucados ou até em ocorrências mais sérias”, afirma.

Um dos ambientes mais suscetíveis a acidentes domésticos é a cozinha, como alerta o tenente Rodolfo. “Cozinha não é lugar de criança. Ali temos forno, material cortante e perfurante como faca, garfo. Há também a questão do fogão. Recomenda-se, inclusive, que os cabos das panelas no fogão fiquem virados para dentro”, pontua.

Além da cozinha, é preciso ficar atento com o fácil acesso dos pequenos à despensa, onde ficam guardados como todo tipo de material como por exemplo produtos de limpeza, o que podem causar intoxicação se forem ingeridos.

“Produtos de limpeza são muito coloridos e cheirosos e acabam chamando a atenção das crianças, e elas não têm o discernimento para saber que aquilo é tóxico, e acabam ingerindo. Recomenda-se que, na despensa, deixe alimentos na parte de baixo e passe a guardar os produtos de limpeza na parte de cima onde a criança não tenha muito acesso”, afirma.

De acordo com o Ministério da Saúde, no total, cerca de 5 mil crianças morrem de acidentes e cerca de 100 mil ficam hospitalizadas anualmente, configurando-se como uma séria questão de saúde pública, números que poderiam ser reduzidos com um pouco mais de precaução por parte dos responsáveis.

No ano de 2011, a quantidade de acidentes domésticos no Brasil foi espantosas, mais 3,7 mil casos atendidos que representaram a principal causa de morte de crianças entre 1 e 14 anos de idade.

Confira algumas dicas de cuidados para evitar acidentes domésticos:

• Usar protetores de tomadas para evitar choque elétrico;

• Usar protetores nas pontas de mesas de vidro para que ninguém venha a ferir-se;

• Colocar redes de proteção em janelas para evitar quedas;

• Colocar grades de segurança no topo e pé de escadarias também a fim de evitar quedas;

• Panelas no fogão devem sempre ficar com o cabo virado para dentro, evitando que alguém bata e se queime;

• Manter produtos químicos e objetos cortantes em lugares trancados.

Com informações do site Criança Segura 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757