Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Giuliane Alves/Portal 730
pog
Após uma entre facções na Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia, em fevereiro deste ano, e que resultou na morte de cinco detentos, deixando outros 35 feridos e 540 transferidos para o presídio de Anápolis, o promotor de Justiça, Marcelo Celestino, notificou a gerência de Engenharia da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), para acompanhar as obras de recuperação das alas danificadas na rebelião. O jurista afirma que o prazo para conclusão dos trabalhos na unidade termina no dia 9 de agosto.

O POG tem capacidade para 750 presos mas, atualmente, possui 1,6 mil detentos. Dos 540 transferidos para a unidade prisional de Anápolis, 280 já retornaram. O promotor ressalta que a penitenciária de Aparecida de Goiânia precisa de mais espaço para a população carcerária.

No período de 40 dias que resta para as obras serem concluídas, a promotoria fará vistorias semanalmente.

Com informações da repórter Giuliane Alves

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757