Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Gislene Barbosa (Foto: Johann Germano/Portal 730)
criadoraelegalterpai
Desde 2012, quando foi lançado, o programa É Legal Ter Pai tem sido um sucesso. Só no ano passado, segundo dados do Ministério Público de Goiás, cerca de 980 pessoas foram atendidas pela campanha. Este número já foi alcançado antes mesmo do fim do primeiro semestre de 2017, em apenas três vezes.

A criadora do projeto, a promotora e titular da 51ª Promotoria de Justiça da capital, Gislene Silva Barbosa, concedeu entrevista nesta quarta-feira (21) no Cidadania em Destaque, da 730. Ela conta que a promotoria já fazia este trabalho de busca pelos pais, a pedido das família, mas percebeu que uma campanha poderia melhorar a iniciativa.

Ouça a entrevista na íntegra

“Nós percebemos que a gente poderia atingir muito mais o cidadão levando a ele a informação de que o MP-GO também faz este trabalho. Então a gente elaborou o projeto no sentido da divulgação”, frisa.

A promotora destaca que todo o processo é gratuito, e que o MP-GO dispõe de todos os serviços necessários às famílias e, o melhor, tudo de graça.

“Lá nós temos a estrutura completa para atender a estas pessoas, como exame de DNA gratuito, parceria com os cartórios de registro civil para fornecimento gratuito da nova certidão de nascimento e fazemos também o acordo da pensão alimentícia”, afirma.

Além de gratuito, todo o processo corre em segredo de Justiça e não há risco de exposição das partes envolvidas.  Os interessados devem procurar a 51ª Promotoria de Justiça de Goiânia - sala T-27 do edifício-sede do Ministério Público de Goiás, localizado à Rua 23, esquina com a Avenida Fued José Sebba, lts. 15/24, no Jardim Goiás. Telefone (62) 3243-8083 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757