Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
prf12
Dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), mostram que a rodovia BR-060 poderá ter sua vida útil reduzida em cerca de 70% caso o excesso de peso transportado pelos autocargas não forem corrigidos.

Só nos últimos três dias, a PRF aprendeu no trecho que liga Santo Antônio da Barra a Jataí, cinco carretas que transportavam cerca de 600 toneladas de pedaços de cana-de-açúcar, matéria prima para as usinas sucroalcoleiras instaladas na região sudoeste do estado. Segundo levantamentos preliminares, os veículos transportavam cerca de o dobro da carga permitida legalmente, as multas aplicadas chegaram em torno de R$ 80 mil.

Em alguns casos, os veículos apreendidos foram escoltados pela PRF durante o período noturno onde em determinados trechos da via, a velocidade das carretas chegaram a 20 km/h, dificultando as ultrapassagens de outros veículos. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a BR-060 no trecho que liga Goiânia a Jataí foi entregue aos usuários em 2015 e deveria ter em média, 15 anos de tempo médio para ser utilizada com segurança, caso as carretas não se adequem ao peso legal, nos próximos cinco anos a rodovia poderá ficar bastante danificada. Os veículos foram apreendidos, seus proprietários foram autuados e por provocarem danos ao patrimônio, as ocorrências serão encaminhadas ao Ministério Público Federal.

Da PRF

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757