Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação/ Polícia Civil
ctnovavida
A Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO) deflagrou nesta quarta-feira (31) a Operação Resgate. A ação apurou denúncias de torturas aplicadas em pacientes de um Centro Terapêutico de Goiânia.

Segundo a Polícia Civil, internos das Clínicas Renascer e Nova Vida - que fazem parte do Centro - sofriam torturas físicas e psicológicas, como choques elétricos, castigos em quartos escuros, agressões com cassetete de madeira e uso irregular de medicamentos.  Cerca de 55 pessoas - entre homens e mulheres - eram pacientes das Clínicas. 90% delas estava no local de forma ilegal, já que foram internadas compulsoriamente.

Com a colaboração da Vigilância Sanitária, a Polícia Civil concluiu que o Centro Terapêutico não tem como receber os pacientes com dignidade porque o local não reúne as condições mínimas de higiene e salubridade.

Além da interdição das Clínicas, duas pessoas foram autuadas pelos crimes de cárcere privado e organização criminosa. Um paciente também foi preso por ter um mandado de prisão em aberto pelo crime de estupro. As identidades dos envolvidos não foram divulgadas.

Ainda segundo a Polícia Civil, o proprietário do Centro Terapêutico- cuja identidade não foi divulgada - fugiu no momento em que os agentes chegaram ao local. Ele ainda não foi localizado.

A Rádio 730 tentou entrar em contato com representantes do Centro, porém as ligações não foram atendidas. 

Com informações da Polícia Civil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757