Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação/ PRF
prfjovensdrogas
Três jovens foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na madrugada desta sexta-feita (12), suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas. Com eles, os agentes encontraram tabletes de maconha, cocaína e crack.

As ocorrências foram distintas e ocorreram no Km 194 da BR-153, no município de Uruaçu. Durante fiscalização de rotina em um ônibus interestadual que saía de Goiânia para Altamira, no Pará, a PRF encontrou, nas bagagens de um jovem de 22 anos - cuja identidade não foi divulgada - cerca de 50 Kg de drogas.

De acordo com os agentes, o jovem, além de apresentar bastante nervosismo, tentou rasgar os tickets de suas bagagens a fim de que os policiais não localizassem a droga, que estava distribuída em duas das cinco malas que o rapaz levava.

Segundo a PRF,  dentro da bagagem foram encontrados 40,5 Kg de maconha e 9,5 Kg de cocaína. À Polícia, o suspeito disse que comprou a droga em Goiânia, pelo valor de R$ 15 mil e revenderia os entorpecentes no município de Santa Inês, região noroeste do Maranhão. Ao recolher a droga, os agentes perceberam que, em alguns tabletes de cocaína, estavam estampadas a marca "El Patron", relacionadas ao narcotraficante colombiano Pablo Escobar.

O segundo caso, deu-se com o flagrante de mais 1 Kg de crack que estava sendo transportado por um casal, ambos de 19 anos - cujas identidades não foram divulgadas. A droga estava escondida na bagagem de mão do rapaz e tinha como destino Gurupi, no Tocantins.

De acordo com a PRF, um desconhecido entregou a droga para os jovens na capital. Eles teriam recebido R$ 300,00 para comprar as passagens de ida e volta para Goiânia, onde receberiam R$ 1.500,00 para transportar a droga de volta para o Tocantins,  local onde ocorreria o comércio da droga. De acordo com o Inspetor da PRF, Newton Morais, só neste ano, este é o sétimo caso registrado no qual jovens foram utilizados como 'mulas' para o tráfico de drogas.

 

Com informações da PRF

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757