Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação/ Polícia Civil
injuriaracial
A Polícia Civil de Morrinhos prendeu, nesta quarta-feira (10), um jovem de 24 anos, que não teve a identidade revelada, suspeito de injúria racial. O delegado Fabiano Jacomelis, responsável pelo caso, relatou que o rapaz ofendeu outro jovem, de 22 anos, por meio de áudios chamando a vítima de “preto fedido”, “preto desgraçado” e até fazendo comparações com um macaco.

Segundo Jacomelis, suspeito e vítima faziam parte de um mesmo grupo e começaram a discutir sobre camisas de time de futebol, quando o detido começou a fazer ofensas de cunho racial. Ao ser abordado por policiais civis, o suspeito confessou as ofensas, mas alegou que estava de cabeça quente e se arrependeu. Ele foi autuado e afiançado.

O suspeito seria amigo de infância do jovem ofendido. Segundo a Polícia Civil, nas conversas, foi possível encontrar trechos com ofensas como: “Preto desgraçado, tinha que estar em uma senzala apanhando de chicote”. “Tem que apanhar e muito nessa cara preta sua, seu preto fedido. Preto, macaco”, “Macaco, macaco. Chiclete de onça”.

Se for condenado, o autor pode ficar preso por até quatro anos, já que as ofensas ocorreram em meio a várias pessoas, que participavam do mesmo grupo de conversa via aplicativo de celular. O investigado pagou fiança e foi liberado.

Com informações da Polícia Civil

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757