Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Polícia Civil/Divulgação
agentesff
Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás (SSPAP-GO) confirmou, nesta quarta-feira (10), a prisão de dois agentes penitenciários temporários. A detenção resultou de uma operação em conjunto com a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) e a Polícia Civil (PC).

Luiz Fernando Ribeiro e Antenor José Damascena e Silva são suspeitos de terem contribuído para a fuga de 13 presos da unidade prisional de Piracanjuba, a 98 quilômetros de Goiânia, ocorrida no último sábado (6).

Câmeras de segurança do circuito interno da penitenciária registraram toda a fuga dos detentos. Os dois agentes temporários teriam simulado que foram rendidos pelo grupo e chegaram a entregar as armas.

Segundo a PC, na gravação, Antenor é rendido de forma amadora, enquanto Luiz Fernando se vira na hora da ação dos presos, entregando sua espingarda calibre 12, sem qualquer resistência, de forma suspeita. Além disso, outros elementos comprovam que os investigados já agiam de forma ilícita, recebendo valores e favores de presos, entregando-lhe drogas e celulares.

Testemunhas também alegaram que os investigados facilitaram a fuga do grupo. O delegado Tommaso Leonardi representou pela decretação das duas prisões preventivas. Os dois agentes estão sendo investigados pela prática de corrupção passiva circunstanciada, facilitação de fuga de pessoas presas qualificada e porte ilegal de arma de fogo.

Confira a nota na íntegra:

"NOTA-SSPAP

A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) informa que operação integrada entre a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) e a Polícia Civil resultou na prisão, na manhã desta quarta-feira (10/05), dos agentes penitenciários temporários Luiz Fernando Ribeiro e Antenor José Damascena e Silva.

A prisão preventiva dos servidores foi decretada pelo Poder Judiciário após investigações das forças policiais sobre a fuga de 13 presos da unidade prisional de Piracanjuba, ocorrida no último sábado (06/05).

A SSPAP reitera que todo e qualquer delito praticado por servidores da Pasta será devidamente apurado com rigor e transparência.

Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP)."

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757