Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação/ Polícia Civil
policiacivil2
A Delegacia de Polícia de Planaltina de Goiás recebeu uma denúncia da corregedoria de um dos órgãos de Segurança Pública do DF relatando caso de policial que teria participação em um crime de aborto, e que os medicamentos abortivos foram comprados nesta cidade. O local seria uma drogaria do município.

Diante da informação, a equipe de policiais se deslocou juntamente com o delegado até o local indicado, onde fizeram campana por dois dias e verificaram movimentação intensa de mulheres. Nesta quinta-feira (27), a mesma equipe retornou ao estabelecimento, por volta das 10h30, em conjunto com a vigilância sanitária.

Em fiscalização na drogaria, foram encontrados 10 comprimidos de Citotec e duas cartelas contendo 30 comprimidos de Sibutramina, usado como emagrecedor. Os medicamentos estavam dentro de um cofre trancado.

Em conversa informal, o conduzido disse que vendia os produtos em seu estabelecimento. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao mesmo pela prática do crime de alteração de medicamento de procedência ignorada. Coordenada pelo delegado Yasser Yassine, a equipe de policiais civis responsável pela diligência também é formada pelos agentes Vinicius Ramos e Elber Prado e pelo escrivão Alysson Sardinha.

Com informações da Polícia Civil do Estado de Goiás

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757