Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Os presos Claudio Seabra, Jhonnatan Fonseca, Bruno Barbosa, Bruno Vieira e Edson Arouxa (Foto: PM/Divulgação)
notasfalsas
Cinco homens foram presos na madrugada desta sexta-feira (14) em Goiânia com mais de R$ 40 mil em notas falsas.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), equipes de Rondas Ostensivas Tático-Móvel (Rotam) prenderam Jhonnatan Fonseca Ferreira, de 28 anos, na região do Parque Flamboyant, no Setor Jardim Goiás. Com o suspeito foram encontrados R$ 3 mil em notas de R$ 100 falsas.

Em seguida, no apartamento de Jhonnatan, os policiais abordaram um segundo suspeito, Edson de Assis Soeiro Arouxa, que possui passagens por outros três crimes e confessou ser o fabricante das notas falsificadas. Na carteira dele, foram encontradas duas notas de R$ 100 falsas e uma chave de um carro da marca Toyota.

Ainda segundo a polícia, após buscas dentro do automóvel, modelo Etios de cor prata, foram encontrados mais R$ 3 mil, também em notas de R$ 100, todas falsificadas.

Jhonnatan informou aos policiais que comprou as notas de Edson que entregaria em a um homem em uma caminhonete modelo Range Rover Evoque, de cor branca, em um posto de combustíveis próximo à região.

As equipes da Rotam foram até o referido posto e visualizaram o veículo. Na caminhonete, Bruno Barbosa da Silva, de 29 anos, e Bruno Vieira Lima, 24, foram flagrados com cinco notas falsas de R$ 100. Eles admitiram aos policiais que vendiam passagens aéreas adquiridas com cartões clonados e faziam o repasse das cédulas falsificadas.

No apartamento de Jhonnatan, os policiais encontraram ainda documentos que faziam referência a outro endereço utilizado para o esquema das notas falsas, um apartamento na Rua T-14. No local, a Rotam abordou Claudio Roberto de Oliveira Seabra, de 45 anos, que possui passagens por quatro crimes e teria tentado se identificar com documentos falsos.

Em uma terceira residência, a de Edson, que admitiu ser o fabricante das cédulas, foram encontrados uma impressora, diversos papéis moeda e mais R$ 40 mil em notas falsas de R$ 100.

Todos os suspeitos e o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal, no Setor Pedro Ludovico, onde serão autuados pelos crimes de associação criminosa, falsificação de moeda e uso de documento falso.

Foto: PM/Divulgação
notasfalsasab

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757