Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Rubens Salomão
giroflexrubens
Dois homens morreram em troca de tiros com a Polícia Militar (PM) na manhã desta quarta-feira (12) no Setor Jardim das Hortências, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

De acordo com o major Roni Alves  de Souza, comandante da 16ª CIPM, os policiais faziam patrulhamento pela Rua Vitalino, quando notaram dois veículos parados em frente a uma residência. Pela fresta do portão, os PMs visualizaram um idoso deitado no chão com um homem apontando uma arma para a cabeça dele. Havia ainda um segundo suspeito dentro do lote.

Ao perceberem a presença da polícia, um dos suspeitos correu para os fundos da casa e recebeu os policiais a tiros, com um revólver calibre 32. Na ação, um PM foi baleado, mas outro policial dava cobertura e conseguiu alvejar o criminoso.

O outro suspeito correu para dentro da casa e também apontou uma pistola para os policiais, mas Ponto 40 que ele portava falhou. Nessa hora, um dos PMs então entrou em luta corporal com o assaltante que tentou retirar a arma de fogo que estava no coldre do militar.

Na luta, o policial acabou sofrendo uma lesão no braço. Ainda assim, o PM conseguiu reagir e alvejar o segundo suspeito. Os dois criminosos baleados no tórax chegaram a ser socorridos por equipes dos Bombeiros, mas não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

O policial lesionado no braço foi atendido no local e passa bem. O outro PM, que foi baleado, foi socorrido e encaminhado para uma unidade de saúde da capital.

Ainda segundo o Major Roni, a vítima dos assaltantes é policial desde 1972. Ele foi abordado pelos criminosos enquanto voltava de um supermercado. Quando os suspeitos verificaram a carteira de identidade do idoso e perceberam que se tratava de um militar, executá-lo. No entanto, o dono da casa nada sofreu em função da rápida ação dos PMs.

Um dos criminosos foi identificado como Pedro Henrique Viana Gonzaga, de 19 anos, e já tinha passagens por roubo, receptação, formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo. o outro suspeito, de aproximadamente 20 anos, não teve o nome divulgado, mas segundo o Major Roni, foi identificado por moradores e já era conhecido por outros assaltos na região.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a remoção dos corpos dos dois assaltantes mortos na ação. Não há informações sobre o estado de saúde do policial conduzido ao hospital. O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida vai apurar o caso.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757