Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: MTE/Divulgação
escravidaoabcd
Auditores Fiscais do Trabalho constataram uma situação de trabalho análogo a escravidão em uma obra financiada pelo programa "Minha casa, minha vida". A detecção ocorreu em um condomínio residencial composto de 900 unidades habitacionais, localizada na chácara São Pedro, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana.

Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), 20 trabalhadores foram encontrados no local em situação de escravidão, sem as mínimas condições de saúde e segurança. As jornadas ocorriam por longos períodos sem descanso, além de constrangimento físico e psicológico.

Ainda de acordo com o MT, as dívidas dos trabalhadores eram tão grandes com os aliciadores que os mesmos não tinham como ir embora do local.

Os trabalhadores encontrados no local serão apresentados,  e receberão todo o acerto das verbas rescisórias trabalhistas na tarde desta quinta-feira (6), às 16h, no auditório da Superintendência do Ministério do Trabalho, no Setor Sul.

Em nota, a Caixa Econômica Federal informa que "é signatária do Pacto de Combate ao Trabalho Análogo ao Trabalho Escravo e a empresa que vier a ser incluída cadastro do Ministério do Trabalho e Emprego, ficará impedida de contratar novas operações".

 

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757