Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Polícia Civil/Divulgação
alimentods
Duas pessoas foram presas e mais de 2,5 toneladas de proteína e outros produtos de origem animal foram apreendidas durante a Operação Carne Clandestina, uma atuação conjunta das Polícias Civil (PC) e Militar (PM) de Goiás, da Agrodefesa, Procon Goiás e Vigilância Sanitária, sob coordenação do Ministério Público de Goiás (MP-GO). A ação foi realizada nesta terça (28) e quarta-feiras (29) no município de Piracanjuba, a 95 km de Goiânia.

De acordo com a PC, ao longo dos dois dias de operação, foram apreendidas mercadorias consideradas impróprias para o consumo, sendo 1.157 kg de carne, 36 kg de peixe, 615 kg de embutidos, 13 kg de mel e 728 kg de leite e queijos, sendo todas descartadas imediatamente diante do risco criado para a população.

Segundo o delegado Tommaso Leonardi, que coordenou as ações da PC, os dois indivíduos capturados serão enquadrados pela prática de crimes contra o consumidor, já que estavam vendendo produtos impróprios para o consumo.

Um deles foi encontrado comercializando aproximadamente 240 kg de carne clandestina, sem qualquer condição de higiene em seu estabelecimento, enquanto outro foi flagrado enquanto produzia e comercializava aproximadamente 400 kg de queijos e leite sem qualquer origem declarada.

Com informações da Polícia Civil

Atualizada às 19h06

Foto: Polícia Civil/Divulgação
alimentodse

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757