Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Google Street View
portalsul
O Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) divulgou na manhã deste sábado (18) o boletim médico da funcionária Luciana de Arruda Silva, de 36 anos, e do Policial Militar (PM) Sanderlei Teixeira de Sousa, de 41.

Os dois foram baleados na noite desta sexta-feira (17) em um shopping center localizado às margens da GO-040, no Setor Jardins Lisboa, região sudoeste de Goiânia, após uma tentativa de assalto a uma joalheria. Uma das vítimas, Luciana, trabalha na loja e estava em horário de folga.

Segundo o Hugo, a mulher passou por cirurgia e foi internada na unidade de terapia intensiva (UTI) do hospital. Ainda de acordo com o boletim, Luciana está acordada, consciente, respirando de forma espontânea e seu estado de saúde é considerado estável. 

Já o PM deu entrada no hospital em estado regular, também acordado, consciente e respirando de forma espontânea e não corre risco de morte. Ele foi avaliado por uma equipe multiprofissional da unidade e em seguida transferido, a pedido da família, para um hospital particular na Alameda Couto Magalhães, no Setor Pedro Ludovico.

O crime

A funcionária da joalheria e o policial militar foram baleados na noite de sexta (17). Dois suspeitos tentaram assaltar a loja trocaram tiros com o PM, que também estava em horário de folga, fazendo compras no shopping.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBM-GO), Sanderlei foi atingido na cabeça com um tiro de raspão. Já Luciana foi baleada no abdômen. Em seguida, foram transferido para o Hugo.

Os assaltantes conseguiram fugir do local e são procurados pela polícia. Por meio de nota, o centro de compras informou que está prestando toda a assistência às vítimas, que vai colaborar com as investigações e que abrirá as portas normalmente neste sábado (18).

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757