Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: PRF/Divulgação
placacuritiba
Um homem de 47 anos foi preso depois de apresentar documento falsificado para a Polícia Rodoviária Federal. O flagrante acontece na tarde desta quinta-feira (9), às 14h, na BR-060, no km 441, entre os municípios de Jataí e Rio Verde, no sudoeste do estado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor do GM Corsa seguia viagem com a esposa, de 26 anos, e os dois filhos do casal, um de 4 meses e outro de 8 anos. Eles estavam de mudança de Cuiabá-MT para Guarapari-ES.

Ao verificar a documentação do veículo, os agentes perceberam que se tratava de um documento falsificado, cujo lote em branco havia sido roubado em Sapezal-MT.

O condutor, que prestava serviços para a Defensoria Pública do MT, confessou aos policiais que comprou o documento em Cuiabá-MT, de um despachante, no valor de 3 mil reais. Segundo ele, resolveu comprar o documento falsificado pois tinha adquirido o carro há 17 anos e nunca havia pago os impostos devidos, pois tratava-se de um carro cujo financiamento não foi pago, conhecido popularmente como “finan”. Agora, como precisava se mudar e realizar uma viagem longa, precisava documentar o carro.

Por esse motivo, o motorista foi preso e conduzido para a Polícia Federal de Jataí, onde deve responder pelo crime de uso de documento falso, cuja pena varia de 2 a 6 anos de reclusão. A família do condutor foi levada pela polícia para um hotel da região.

Segundo a PRF, só em 2017, já foram registradas 31 ocorrências de uso de documento falso nas estradas federais de Goiás. O nome do preso não foi divulgado.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757