Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Johann Germano/Portal 730
gotadagua
Desde o início da manhã desta terça-feira (7), o Ministério Público de Goiás (MP-GO) realiza a denominada Operação Gota D’Água, por meio do seu Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Centro de Inteligência (CI). São cumpridos pelos promotores de Justiça, com o apoio das polícias Civil e Militar, cinco mandados de condução coercitiva e 11 mandados de busca e apreensão em residências e empresas ligadas à Saneamento de Goiás S/A (Saneago). Também participam promotores do Grupo Especial de Combate à Corrupção (Gecoc).

De acordo com o MP-GO, a investigação iniciada em 2015 apura a prática dos crimes de fraude à licitação e associação criminosa que teriam sido cometidos por sócios e representantes de empresas coligadas, com o intuito de fraudar o caráter competitivo de licitações para o fornecimento de materiais hidráulicos à Saneago. Os mandados foram expedidos pela da 9ª Vara Criminal de Goiânia e foram mobilizados 12 promotores de Justiça e cerca de 40 policiais. (Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Todos os mandados judiciais foram cumpridos ainda pela manhã. Entre o material apreendido na operação estão documentos, computadores, tablet, dinheiro, uma arma e uma pequena porção de droga. As pessoas conduzidas estão prestando depoimento, bem como algumas testemunhas.

A Saneago emitiu nota na qual manifesta apoio às investigações e que repudia quaisquer ações que venham a denegrir a legimitade das licitações.

Leia a seguir a nota na íntegra:

"A Saneago informa que apoia integralmente a operação instaurada pela Procuradoria Geral da Justiça junto às polícias Civil e Militar, que visam apurar as irregularidades que possam ter ocorrido na contratação de fornecimentos à Empresa, em investigação iniciada em 2015. A empresa de Saneamento só tomou conhecimento do ocorrido pelo site do Ministério Público.

Ainda em nota, a  Saneago diz que repudia completamente as práticas que a motivaram e quaisquer outras que busquem denegrir a legitimidade das licitações e contratações realizadas pela Saneago ou por qualquer outro órgão ou ente da administração estadual."

Com informações do MP-GO

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757