Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Polícia Civil/Divulgação
dvdcdsa
Dois homens foram presos pela prática de crime contra a propriedade imaterial. A prisão da dupla se deu após investigação da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), coordenadas pelo delegado Rodrigo do Carmo Godinho.

De acordo com informações da Polícia Civil (PC), Jackson Ferreira Miranda Júnior e Álvaro Luiz Ferreira Miranda mantinham um laboratório que funcionava em uma residência localizada na Vila Santa Tereza, região oeste da capital.

No local, foram apreendidas 11 torres com aproximadamente 46 gravadores e cerca de 15 mil mídias, entre matrizes e cópias, além de impressoras e computadores.

Jackson utilizava tornozeleira eletrônica, pois já havia sido condenado pela prática do crime de roubo circunstanciado. Segundo a PC, ele é o responsável pela guarda das mídias e demais equipamentos utilizados na contrafação. Álvaro ficava por conta de reprodução e venda das mídias falsificadas.

Com informações da repórter Bruna Moreira

Foto: Polícia Civil/Divulgação
dvdcds

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757