Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Jerônimo Junio/Portal 730
professoradesaparecida
A Polícia Civil (PC) apresentou nesta sexta-feira (27) o agente financeiro Cleudimar Rodrigues da Silva, de 38 anos, suspeito pelo desparecimento da professora Maria da Conceição Campos, de 42 anos, ocorrido no dia 19 de janeiro. A prisão foi realizada no município de Brazabrantes, a 50 quilômetros de Goiânia.

Em primeiro depoimento, Cleudimar negou ter visto a mulher. De acordo com os parentes, a professora teria um relacionamento amoroso com o agente financeiro, que ele também nega. O homem, que é casado, ressalta que ele conhecia Maria Conceição há dez anos e que eram apenas amigos.

De acordo com o delegado Arthur Fleury, o suspeito teria marcado encontro com a vítima no terminal Maranata, às margens da GO-040, em Aparecida de Goiânia. Câmeras de segurança do terminal registraram o momento em que a professora passa pela catraca em vai em direção a um veículo modelo Toyota Corolla, de cor prata, e depois não foi mais vista. Segundo a polícia, o automóvel estava registrado no nome de Maria Conceição.

Em segundo depoimento, o suspeito confessou que participou do homicídio de Maria da Conceição e que o cadáver foi escondido em seguida. Resta à polícia encontrar o corpo e identificar os demais possíveis envolvidos no crime.

Parentes afirmam que Cleudimar tinha uma dívida com Maria Conceição. O delegado Arthur Fleury informou que a família apresentou extratos bancários que mostram transferências de valores da conta da professora para a do suspeito, que está preso na delegacia de Guapó.

Com informações do repórter Jerônimo Junio

 

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757