Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Polícia Militar / Divulgação
tiroteio
Dois homens foram levados para o Hospital de Urgência de Goiânia (Hugo) e Mateus Teodoro Bueno, que segundo a Polícia Militar (PM) possuía passagens pela justiça, veio a óbito. Eles estavam em um VW/GOL e foram baleados na Vila Mariana por dois homens, que estavam em uma caminhonete GM S10. Após ferirem o trio, fugiram e trocaram tiros com a PM. Um deles morreu e o outro foi preso.

De acordo com informações da PM, o fato ocorreu em frente cartório Bruno Quintiliano na Vila Rosa, em Aparecida de Goiânia. Depois de cometer o crime, os suspeitos fugiram e foram perseguidos pelas viaturas. O condutor da caminhonete não obedeceu as ordens para que parasse o veículo. No decorrer da fuga os suspeitos efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra a equipe policial, bateu em um outro veículo e continuou a fuga. Em dado momento nas proximidades do JARDIM ALTO o passageiro da caminhonete, novamente efetuou vários disparos contra as equipes policiais, que revidaram. Já no Jardim Dom Bosco, o motorista da caminhonete, Felix Alencar de Almeida, perdeu o controle da mesma vindo a colidir com um poste. O meio ao tiroteio o mesmo não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. O outro suspeito continuou fuga a pé e mesmo correndo continuou efetuando disparos contra os policiais, pulando muros e ficando homiziado em um lote baldio, momento este que as equipes realizaram a sua prisão. Este apresentou uma identidade falsa em nome de Leonardo Filho Araújo e que após pesquisa ficou comprovado pelos policiais, se tratar de Adrio Teixeira da Silva, que possui passagens pela justiça e mandado de prisão em aberto.

Ainda de acordo com a PM, após a detenção do mesmo foi encontrado no interior da caminhonete um colete balístico. Em sua residência localizada na Avenida D, no Jardim Tiradentes mais uma arma de fogo modelo taurus e munições de 9.mm. Ainda em varredura no endereço citado havia um veículo VW/Polo Sedan, que após vistoria veicular ficou constatado sinais de adulteração no chassi, sendo esse encaminhado à autoridade policial competente afim de realização de exame de perícia para possível constatação de adulteração.

Após consulta a PM identificou sinais de adulteração da numeração do chassi também na caminhonete, com registro de roubo do dia 04/12/2016. O veículo, armas, munições e colete balístico foram apreendidos e encaminhados ao 4º DP. Policiais civis do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) investigam o caso.                     

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757