Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Jerônimo Junio/Portal 730
complexoprisional
“Todas as unidades prisionais do estado funcionam em absoluta normalidade”. Este foi o teor da nota divulgada no final da manhã desta segunda-feira (9) pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás (SSPAP-GO) em relação ao início de paralisação dos vigilantes penitenciários temporários.

A nota diz ainda que “a situação está completamente contornada”, e que a SSPAP já conta com um plano de intervenção, caso seja necessário, de gestão das unidades por parte da Polícia Militar (PM).

Leia mais:

Por melhores salários, agentes prisionais temporários iniciam paralisação

Na manhã de hoje (9), os agentes penitenciários temporários anunciaram o início de uma paralisação em todo o estado reivindicando melhoria de salários, além de retorno do pagamento pelo risco de vida, auxílio fardamento, equipamentos novos e melhores condições de trabalho.

Antes da divulgação da nota, ainda no período da manhã, a assessoria da SSPAP chegou a informar que a adesão ao movimento era insignificante.

Veja a nota na íntegra:

“A propósito de paralisação de Vigilantes Penitenciários Temporários (VPT's), a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária informa que a situação está completamente contornada. Todas as unidades funcionam em absoluta normalidade. A SSPAP já conta com plano de intervenção, se necessário for, de gestão das unidades pela Polícia Militar. Todavia, cerca de 99% do efetivo prossegue com seu trabalho no sistema prisional do estado.”

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757