Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Divulgação
crergo
A estudante Isadora de Morais, de 14 anos, que ficou paraplégica após ser baleada por um colega de sala no último dia 20 de outubro, no Colégio Goyases no Setor Riviera em Goiânia, foi transferida para o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (CRER), para a realização de tratamento.

De acordo com o diretor geral da unidade, Válney Luis da Rocha, a adolescente que ficou cerca de 20 dias internada no Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO) encontra-se com pequeno quadro infeccioso, que já está sendo tratado, no CRER.

Válney Luis da Rocha explica como será o processo de reabilitação de Isadora. Segundo ele, esse tipo de tratamento tem duração média de 12 meses.

O projétil ainda encontra-se alojado no canal medular de Isadora. A adolescente acabou perdendo todos os movimentos do umbigo para baixo. A mãe da estudante, Isabel Rosa dos Santos, ainda acredita que a filha voltará a andar.

Durante a entrevista coletiva, o diretor geral do CRER, que também é médico ortopedista, ressaltou que é prematuro fazer qualquer diagnóstico a respeito da recuperação de Isadora.

Do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757