Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Pedro Tormin no programa Cidadania em Destaque, da 730 (Foto: Johann Germano/Portal 730)
saudesegundaa
Você sabia que é no mês de julho em que mais ocorrem cirurgias plásticas? Neste período, as clínicas especializadas têm um aumento considerável e o número de procedimentos realizados chega a crescer 50%.

De acordo com o médico cirurgião plástico, Pedro Tormin, uma das justificativas para o aumento da procura nesta época do ano é o clima. “No inverno, em que o clima é mais fresco, a pessoa que precisa de repouso, de ficar em casa, é mais agradável. Além disso, a pele incha menos e a recuperação é mais rápida”, assegura.

Outro fator, segundo o especialista, é no caso das mães. Pelo fato de julho representar o período de férias dos filhos na maior parte do país, o fato de não precisar se deslocar no trânsito para leva-los à escola e poder realizar o repouso contribui para a preferência pela cirurgia neste mês.

Ouça a entrevista na íntegra

“As mães aproveitam que os filhos estão de férias, então não têm o trabalho de levar e buscar as crianças na escola. Além disso, as pessoas tiram férias neste período também pela questão do clima”, reitera.

Ainda se tratando do inverno, é nesta estação que as recuperação se torna mais evidente para cirurgias como lipoaspiração, abdominoplastia, e cirurgias da face, em que o edema (inchaço) é mais proeminente. Outro ponto é que muitas cirurgias plásticas necessitam na recuperação o uso de cintas elásticas por mais de um mês, o que é bem mais tolerável em dias frios.

Pedro Tormin destaca que a cirurgia plástica é a única em que o paciente é que decide fazê-la. Por conta disso, a preparação para o procedimento deve começar logo que a decisão é tomada. O médico recomenda que sempre se procure um especialista em cirurgia, e que busque saber a opinião de mais de um profissional.

“Certifique-se de que aquele médico é especialista. Tem o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica em que a pessoa digita o nome do cirurgião para saber se ele é especialista ou não”, afirma.

Mesmo assim, a procura por um cirurgião habilitado não isenta o paciente de ter complicações no período pós-operatório. “O médico especialista não é garantia de resultado. Não existe garantia de que aquele paciente vai fazer um procedimento e não terá complicações. O que é garantia é que aquele médico teve o treinamento adequado para determinado procedimento, e que, caso haja algum tipo de complicação, ele está habilitado a fazer o tratamento daquela complicação”, alerta Tormin.

Clique aqui e acesse o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e certifique-se de que o profissional que você escolheu tem habilitação para esta especialidade.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757