Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ HUGOL
hugolferiascriancas
O Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (HUGOL) alerta pais e responsáveis para os riscos de acidentes envolvendo crianças durante as férias escolares.

Segundo o HUGOL, comparando os meses de férias escolares verifica-se um aumento nos atendimentos de urgência e emergência a crianças com idade de 0 a 12 anos incompletos: 205% de julho de 2015 (99) para julho de 2016 (302), 123% de dezembro de 2015 (196) para dezembro de 2016 (439) e 108% de janeiro de 2016 (207) para janeiro de 2017 (430).

No total, foram 4.598 atendimentos de urgência e emergência para essa faixa etária de julho de 2015 a dezembro de 2016 no hospital,  com uma média mensal de 255.

De acordo com o supervisor médico da unidade de Pediatria do HUGOL, Dr. Elísio de Castro, tradicionalmente há um aumento nos atendimentos pediátricos nesses períodos, porém o que exige atenção é o quantitativo muito superior à média mensal dos primeiros 18 meses da unidade. “Aproximam-se os dias tão sonhados por todas as crianças: as férias, período em que aumentam as lesões não intencionais. Os cuidados são simples, mas devem ser redobrados, pois as crianças se colocam, a cada instante, em novas situações de risco. Os pais, familiares e cuidadores devem estar atentos para atuarem prevenindo os acidentes, pois as crianças estão carregadas de energia e, nesse momento, sentem-se poderosas e acham que nada poderá acontecer”, afirma o pediatra.

O médico destaca que, no HUGOL, o trânsito é responsável pela maior quantidade de mortes e ferimentos graves, portanto, é muito importante que as crianças sejam conduzidas de forma correta e segura no automóvel, utilizando assentos com segurança, sempre no banco traseiro. Ao chegar em casa, verificar os vários fatores que podem estar relacionados a uma frequência maior de traumas. “A prevenção é importante, pois as crianças podem ficar com sequelas físicas e cognitivas por toda a vida, dificultando o aprendizado. É importante criar um ambiente seguro para as crianças, evitando potenciais riscos para a saúde dentro de casa, além de ser essencial o uso dos equipamentos adequados para o transporte de crianças nos veículos, possibilitando que, em casos de acidentes, estas tenham uma chance de sobrevida”, conclui Elísio.

Principais riscos:

Casa

Mesmo em casa existem muitos riscos. Os acidentes também acontecem em nosso lar devido à falsa sensação de segurança. Riscos principais: queda, esmagamento por objetos, choque elétrico, queimadura, engasgamento, corte, asfixia, ingestão de produtos tóxicos ou medicamentos, afogamento, violência doméstica, sufocação e queda de objetos pesados, como televisores, tanques etc. 

 Rua

Ao sair devemos ficar constantemente alertas. Seja como motoristas, pedestres, passageiros ou ciclistas, é necessário respeitar as leis de trânsito e utilizar os equipamentos de segurança pertinentes (cinto, capacete, cadeirinha etc.). Riscos principais: queda, impacto, atropelamento, agressão física, choque elétrico e violência.

Lazer

A diversão tem que começar e terminar bem. Seja ao visitar o clube, a fazenda, o parque ou o lago, é importante agir de forma segura. Riscos principais: queda (de altura e de animais), esmagamento, corte, impacto, afogamento, choque elétrico, queimadura e ataque de animais e insetos.

Com informações da Assessoria de Comunicação do HUGOL

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757