Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Reprodução/ Internet
aedes2
A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) vai receber do Ministério da Saúde (MS), até julho, uma verba extra no valor de R$ 2,3 milhões para o desenvolvimento de ações de combate ao Aedes aegypti no território goiano. O recurso foi garantido devido ao fato de a SES-GO ter concluído, no primeiro semestre, o Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) em todos os municípios do Estado.

Secretário de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), Leonardo Vilela destacou o empenho dos profissionais pelo fato de o LIRAa ter sido concluído com um mês de antecedência do prazo estabelecido pelo MS. O recurso a ser disponibilizado para Goiás está previsto na Portaria 3.129, publicada no final do ano passado pelo MS. O documento prevê o repasse total de R$ 5.791.961,21 para o Estado. Deste montante, 60% – R$ 3,4 foram remetidos automaticamente em janeiro. O repasse dos 40% restantes ficaram condicionados à realização do LIRAa.

Leonardo Vilela enfatizou a importância de realização do LIRAa, ao acentuar que esta ferramenta é muito abrangente na detecção dos principais focos do Aedes aegypti. O levantamento constatou, por exemplo, que 36,9% dos criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya foram constatados em reservatórios de água no nível do solo, entre os quais baldes, bacias e outros utensílios usados nas residências para acondicionamento de água. Outros 27,8% dos focos foram constatados no lixo disposto em calçadas, lotes baldios e logradouros públicos.

Com informações do Governo de Goiás

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757