Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

glaucomadfEstima-se que no Brasil mais de 1 milhão de pessoas têm glaucoma. A doença é considerada a maior causa da cegueira irreversível e, na maioria das vezes, o portador só descobre quando já houve alguma perda na qualidade da visão. O oftalmologista Humberto Borges explica que a incidência na população acima de 40 anos é de 2 a 3%. Aos 70, o risco de desenvolver a doença triplica.

Em Goiás, 120 mil pessoas sofrem de glaucoma sem ter conhecimento da doença. O oftalmologista reforça a importância dos exames de rotina. O objetivo é não deixar que a enfermidade leve à perda total da visão.

Os especialistas reforçam que a melhor maneira de proteger a visão contra o glaucoma, que não tem cura, mas tem tratamento, é realizar periodicamente uma consulta oftalmológica.

Os sintomas de glaucoma costumam variar de acordo com o tipo da doença. Veja a seguir quais são em cada caso específico.

Glaucoma de ângulo aberto

• Muitas pessoas não apresentam sintomas até o início da perda da visão

• Perda gradual da visão periférica lateral, também denominada visão tubular.

Glaucoma de ângulo fechado

• Os sintomas podem ser intermitentes no início ou piorarem prontamente

• Dor grave e súbita em um olho

• Visão diminuída ou embaçada

• Náusea e vômito

• Olhos vermelhos

• Olhos de aparência inchada.

Glaucoma congênito

• Os sintomas costumam ser notados quando a criança tem alguns meses de vida

• Nebulosidade na parte frontal do olho

• Aumento de um olho ou de ambos os olhos

• Olho vermelho

• Sensibilidade à luz

• Lacrimação.

Com informações da repórter Giuliane Alves

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757