Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Hospital Materno Infantil (Foto: Divulgação)
hmigyns
Após denúncias de funcionários e pacientes e investigação de cerca de seis meses, a Auditoria Fiscal do Trabalho em Goiás interditou a central de materiais e esterilização do Hospital Materno Infantil (HMI) em Goiânia.  

A auditora fiscal do Ministério do Trabalho em Goiás, Jacqueline Carrijo destaca as irregularidades encontradas na ala da unidade.

Segundo a auditora, o termo de interdição já foi encaminhado para o Ministério Público do Trabalho (MPT), e o governo do Estado de Goiás também foi notificado.

De acordo com a procuradora, a intenção da auditoria não é fechar o hospital.

De acordo com o procurador da República do Ministério Público Federal (MPF), Ailton Benedito, todo material colhido pela auditoria será analisado para que sejam verificadas ações que deverão ser tomadas em relação à irregularidades junto ao HMI.

Do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757