Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Mosquito Aedes aegypti (Foto: Wikimedia Commons)
mosquito
Manter o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti abaixo de 1% pode render benefícios à população dos bairros de Goiânia. É o que estuda a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da capital.

No primeiro dia de mutirão de combate o inseto transmissor da Dengue, Chikungunya, Zika vírus e Febre Amarela nesta quinta-feira (12), realizado na região noroeste da cidade, o superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Róbson Azevedo, informou essa possibilidade.

“Nós já estamos pensando em levar para o secretário e para o próprio prefeito uma medida de que aqueles bairros onde o índice for abaixo de 1%, eles tenha algum benefício como diminuição de taxa ou outro benefício da Prefeitura justamente por conseguir manter o índice de infestação abaixo de 1%. Com certeza seria uma maravilha para nossa cidade”, ressalta.

A ação de combate ao mosquito teve início no Setor Jardim Curitiba, com a presença do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB). De acordo com o superintendente, a situação da capital é preocupante.

“É por isso que nós estamos fazendo estas ações, para evitar que nós tenhamos, lá para março ou fim de fevereiro, um número de pacientes muito grande. Hoje estamos começando a eliminar os criadouros, declaramos guerra contra o mosquito”, aponta.

Robson Azevedo destaca que alguns bairros de Goiânia possuem o índice de infestação do Aedes aegypti superior a 5%. “Temos bairros da região leste que chegam a mais de 5%. Estes indicativos e estatísticas vão nos orientar por onde começar os trabalhos. Antes, isto era feita de forma aleatória”, afirma.

Com informações do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757