Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Servidores fizeram manifestação em frente ao Paço Municipal (Foto: Juliana Gomes/Portal 730)
sindsaudeh
A primeira assembleia da categoria foi realizada na manhã desta segunda-feira (9), em frente ao Paço Municipal, em Goiânia. Os servidores protestaram por conta do não recebimento dos salários de dezembro de 2016.

Leia Mais:

Servidores municipais de Saúde agendam greve caso prefeitura não pague salários

Como resposta, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirmou que o pagamento seria feito ainda no período da manhã. Como não foi feito, os servidores decidiram então por deflagrar a greve no setor.

Logo mais, por volta das 15h40, a assessoria de comunicação da SMS emitiu nova nota informando que os pagamentos referentes a dezembro haviam sido feitos no início da tarde desta segunda-feira (9).

A assessoria de imprensa do SindSaúde, por sua vez, encaminhou nova nota,, por volta das 16h, informando que, diante do fato de alguns servidores relatarem que receberam o salário, uma nova assembleia foi marcada para a manhã desta terça (10), às 9h, também no Paço Municipal.

Até a manhã desta segunda-feira, cerca de 9 mil trabalhadores vinculados à SMS estavam sem receber os proventos do último mês de dezembro, e o débito da gestão do então prefeito Paulo Garcia (PT) chegava à R$ 30 milhões.

Caso a assembleia decida pela greve, o prazo para início é de no mínimo 72 horas, para que a população e atual gestão do prefeito Iris Rezende (PMDB) tenha conhecimento da ação.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757