Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Foto: Giuliane Alves/Portal 730
rmtc
Começa a vigorar já nesta quarta-feira (24) o novo valor da tarifa do transporte coletivo na capital e região metropolitana.

O valor passará dos atuais R$ 3,70 para R$ 4. O reajuste foi definido em reunião na tarde desta segunda-feira (22), com 11 representantes da Câmara Deliberativa dos Transportes Coletivo (CDTC).

"Depois de uma discussão e apresentação de estudo feito pela Agência Goiana de Regulação (AGR), embora estava previsto um reajuste de R$ 4,05, o prefeito Iris Rezende encaminhou uma proposta para que pudesse ficar em R$ 4. A maioria dos membros votaram favorável a este reajuste e a partir da quarta-feira (24) estará valendo", relata.

O presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Fernando Meirelles, diz que a cobrança por melhorias no serviço ocorre diariamente e aponta quais serão realizadas.

"A CMTC está sim o tempo inteiro em cima das empresas para que a gente possa oferecer para o usuário uma qualidade melhor, tanto que está sendo apresentado, logo em breve, novas linhas para Goiânia, com ônibus com ar-condicionado, com wi-fi, onde serão criadas 11 novas linhas para Goiânia e também Aparecida de Goiânia. Isso dentro deste primeiro semestre", afirma.

Veja a seguir como votaram os integrantes da CDTC, sendo "sim" a favor do reajuste:

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), que é o presidente – não vota;
O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB) – sim;
O secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Cidades, Infraestrutura e Assuntos Metropolitanos, Vilmar Rocha (PSD) – ausente (mas representante votou sim);
O prefeito de Senador Canedo, Divino Lemes (PSD) – sim;
O deputado estadual Marlúcio Pereira (PSB), representante da Assembleia Legislativa – não;
O vereador Clécio Alves (MDB), representante da Câmara de Goiânia – não;
O presidente da Agência Goiana de Regulação, Ridoval Chiareloto – sim;
O secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), Agenor Mariano (MDB) – sim;
O secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade de Goiânia, Fernando Santana – sim;
O presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo, Fernando Meirelles – sim;
O vereador por Trindade, Agneuson Alves (PV), representante das Câmaras Municipais da região metropolitana – sim.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757