Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Lincoln Tejota (Foto: Portal 730)
cirqueira
O deputado estadual Lincoln Tejota (PSD) concedeu uma entrevista exclusiva à Rádio 730 nesta sexta-feira (15). Na ocasião, ele falou sobre as principais pautas que tramitam na Assembleia Legislativa e comentou o atual cenário político regional.

De olho em uma vaga para a Câmara Federal, Tejota assumiu o diretório do PROS em Goiás no mês passado. Atualmente filiado ao PSD, o deputado confirmou que está aguardando a janela partidária para oficializar a troca.

Recentemente o presidente regional do PSD, Vilmar Rocha, fez algumas críticas à escolha do vice-governador José Eliton (PSDB) como principal pré-candidato da base. Em entrevista à imprensa, Vilmar disse que o ciclo de poder da base aliada chegou ao fim e que Eliton não consegue ser o representante da renovação do grupo. Questionado sobre o assunto, o deputado Lincoln Tejota avaliou o impacto das declarações de Vilmar para a base.

Além disso, Lincoln Tejota também deu sua opinião sobre um projeto do governo que prevê a concessão para a iniciativa privada em trechos de rodovias goianas. O projeto não detalha, mas um estudo encomendado pelo governo à Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontou que Goiás deverá ter 15 praças de pedágio com uma distância média de 60 quilômetros entre uma e outra.

O valor da cobrança é de aproximadamente R$ 5. A concessão de 896 quilômetros é dividida entre sete rodovias goianas. O projeto chegou à Casa no dia 3 de outubro e conseguiu passar pela Comissão Mista, mas ainda encontra dificuldades para ser votado em plenário.

Para alguns deputados o projeto deixa algumas questões em aberto, por exemplo com relação às competências técnicas da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), responsável pela execução da proposta. Segundo Tejota, é preciso ter cautela ao lidar com a questão.

Acompanhe a entrevista completa:

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757