Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail
Sagres A Caminho da Copa

Albina Ruiz (à esquerda) e Paloma Ruiz (à direita)
forum
Goiânia será a primeira cidade a sediar o Fórum Íbero Americano de Sustentabilidade. Idealizado e realizado pela Fundação Pró-Cerrado, o evento está marcado para setembro do ano que vem. Todavia, a apresentação acontece já nesta terça-feira (12), no Palácio das Esmeraldas, às 16 horas.

Com o Fórum, a Fundação inicia as comemorações de seus 25 anos pautados na defesa do Cerrado juntamente com seus parceiros internacionais. A ambientalista peruana, Albina Ruiz, da organização Ciudad Saludable, é um dos destaques da apresentação marcada para esta terça-feira.

Detentora de um currículo invejável nas áreas de Educação e Sustentabilidade, Albina Ruiz desenvolve um trabalho revolucionário em Lima, Capital do Peru, com reciclagem de resíduos e educação ambiental. Além disso, ela já recebeu vários prêmios de sustentabilidade ao redor do mundo, criou empregos, e melhorou a qualidade de saúde de mais de seis milhões de pessoas na Bolívia, Brasil, Colômbia, México, Peru, Venezuela e na Índia.

Acompanhada de sua filha, a educadora e terapeuta Paloma Ruiz, Albina concedeu uma entrevista exclusiva à Rádio 730. Segundo a ambientalista, a sustentabilidade deve ser construída no dia a dia. “Todos os cidadãos precisam compreender que não é uma coisa que está longe de nós. Quando você acorda e toma café da manhã todos os produtos que você usa devem ter uma marca de sustentabilidade. A sustentabilidade não tem a ver só com natureza, tem a ver com tudo, com sistemas de produção e mobilidade, todas as emoções que você tem. Você pode fazer a diferença no seu dia a dia”, ressalta.

Para Paloma Ruiz, as pessoas devem pressionar as grandes empresas a adotar métodos sustentáveis de produção. “Precisamos fazer um tipo de pressão para que as empresas mudem o desenho das embalagens e as formas de produção. Eventos como esse Fórum oferecem essa oportunidade. Nesse evento falaremos de quatro componentes: Educação, Comunicação, Meio Ambiente e Pesquisa. O Fórum não é só um evento. É uma agenda de sustentabilidade que não é só para Goiânia”, destaca.

Além disso, como parte das preparações para o Fórum em Goiânia, a Fundação Pró-Cerrado prepara uma série de atividades para o ano que vem, incluindo oficinas de artmobile e ações no Dia Mundial da água (março) e Dia Mundial do Meio Ambiente (agosto).

O Fórum tem ainda parceria da Liga Ibero-americana de Organizações da Sociedade Civil para a Superação da Pobreza e da Exclusão Social – La Liga, constituída em 2 de dezembro de 1999, e que agrupa 31 organizações da sociedade civil, representantes de 18 países Ibero-Americanos, especializados no desenvolvimento humano, social e comunitário.

Além de Goiânia, que receberá o encontro em setembro do ano que vem, Perú em 2019, Espanha em 2020 e Panamá em 2021 serão os próximos locais a sediarem o Fórum Íbero Americano de Sustentabilidade.

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757