Atlético Goianiensebrasao-goias-3Vila Nova
appleandroidtwitterfacebookyoutubeinsta-bordaemail

Banca de ambulante no terminal Padre Pelágio (Foto: Jerônimo Junio/Portal 730)
pmambu
A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), vem realizando ações para retirada de ambulantes dos terminais do transporte coletivo da capital.

Na última quarta-feira (6), vigilantes que fazem a segurança do terminal Padre Pelágio e ambulantes entraram em confronto durante uma fiscalização no final da tarde, e causaram tumulto no local, além de bloqueio na saída dos ônibus do Eixo Anhanguera, deixando muitos passageiros a pé.

Os ambulantes reclamam da forma como são abordados pelos vigilantes do terminal. Segundo uma das manifestantes, Raesyldeany Bispo, os vendedores buscam apenas um local digno para poderem comercializar as mercadorias.

Outro ambulante, Jadson Ferreira de Melo, que trabalha no terminal há três anos, denuncia que teve que pagar R$ 220 para receber de volta a mercadoria que havia sido apreendida na fiscalização.

De acordo com o superintendente da ordem pública da Seplanh, Carlos Antunes Júnior, não é da competência da prefeitura de Goiânia autorizar ou não os vendedores ambulantes a atuarem nos terminais de ônibus.

Sobre a denúncia do ambulante Jadson, o superintendente ressalta que a mesma deve ser feita junto à própria prefeitura.

Do repórter Jerônimo Junio

Ouça a 730
apple android
(62) 98400-1757